Rede aleluia
‘Parada do Desabafo’ ajuda saúde mental e emocional de caminhoneiros
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 28 de Julho de 2021 - 09:42


‘Parada do Desabafo’ ajuda saúde mental e emocional de caminhoneiros

Depressão está entre as seis maiores causas de afastamentos do trabalho de motoristas de caminhão no INSS

‘Parada do Desabafo’ ajuda saúde mental e emocional de caminhoneiros

Desde julho e dezembro de 2021, o programa social Help FJU está promovendo a “Parada do Desabafo”, uma estrutura de atendimento montada em postos de serviço e outros locais de fácil acesso, em rodovias nos estados de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, para ajudar a saúde mental e emocional dos caminhoneiros.

De acordo com a Comissão de Saúde Mental da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), a profissão de caminhoneiro oferece grande potencial de problemas de ordem psicológica, em decorrência de fatores como a violência nas vias, a hora marcada para a entrega da carga, o risco de acidentes, a distância de casa e a solidão. Por essa razão, a depressão está entre as seis maiores causas de afastamentos do trabalho de motoristas de caminhão profissionais no INSS.

Na “Parada do Desabafo”, os voluntários ficam disponíveis para ouvir e oferecer aconselhamento a motoristas em situação de vulnerabilidade emocional, e que estão suscetíveis ao estresse, à depressão e à ansiedade.

Cadu Souza, responsável nacional pelo Help FJU explica que o objetivo da ação é proporcionar uma “escuta ativa” para que o caminhoneiro se sinta acolhido. “Na sua grande maioria, eles relatam que sofrem com o preconceito e a solidão. E a pressão por metas e prazos faz com que eles tenham dificuldade para dormir, além de fazerem uso de entorpecentes para se manterem acordados”, conta.

Cada motorista é atendido individualmente e com conforto. Todos os protocolos sanitários são observados. A estimativa dos organizadores é que, a cada dia de ação, 250 motoristas sejam assistidos.

“Muitos [caminhoneiros] têm uma história de vida muito emocionante. Trabalham duro pensando no futuro dos seus filhos e fazem de tudo para ser um exemplo para sua família, mesmo não estando tão presentes”, relata a voluntária Carolaine Franco Normano, pedagoga de 23 anos de idade.

Mantido pela Igreja Universal do Reino de Deus, o projeto Help FJU tem por objetivo promover a vida e o bem-estar da sociedade. Organiza eventos e ações de conscientização sobre a importância da saúde mental, disponibilizando voluntários para atendimento online e presencial. Em 2020, o programa social beneficiou 2,5 milhões de pessoas.

A “Parada do Desabafo” é uma parceria do programa Help FJU com o Instituto CCR. Veja a programação da iniciativa:

São Paulo

30/7 – CCR SPVias – ação itinerante
Rod. Raposo Tavares, 1 – Km 140 – Cerrado, Alambari
Horário: das 10h às 15h

Paraná

29/7 – CCR RodoNorte – posto fixo
Km 548 da BR 376 – região da Colônia Witmarsum (sentido Curitiba)
Horário: das 13h às 17h

Rio Grande do Sul

28/7 – BR 101 – KM 23
Três Cachoeiras – Posto SIM
Horário: das 10h às 17h

25/8 – BR 290 – KM 69
Gravataí Free Way – Posto SIM
Horário: das 9h às 18h

22/9 – BR 386 – KM 357
Estrela – Posto SIM
Horário: das 10h às 17h

20/10 – BR 290 – KM 69
Gravataí Free Way – Posto SIM
Horário: das 9h às 18h

24/11 – BR 386 – KM 357
Nova Santa Rita – Posto SIM
Horário: das 9h às 17h

15/12 – BR 290 – KM 69
Gravataí Free Way – Posto SIM
Horário: das 9h às 18h


‘Parada do Desabafo’ ajuda saúde mental e emocional de caminhoneiros
  • UNIcom / Fotos: Cedidas 


reportar erro