Rede aleluia
Panamá: Universal nos Presídios leva alegria e esperança a famílias de detentos  
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 22 de Outubro de 2021 - 18:29


Panamá: Universal nos Presídios leva alegria e esperança a famílias de detentos  

Programa social atua no Brasil e em mais 53 países 

Panamá: Universal nos Presídios leva alegria e esperança a famílias de detentos  

No próximo sábado (23), programa social Universal nos Presídios (UNP) promoverá um dia dedicado às famílias dos reclusos. Segundo os organizadores do evento, a estimativa é que 1,3 mil pessoas participem. No dia, com a ajuda de 100 voluntários, serão oferecidos mil brinquedos, lanches e atividades recreativas às crianças da comunidade Curundú, uma área carente localizada na cidade do Panamá, capital do país.

As mulheres que estiverem presentes poderão participar de uma palestra sobre o câncer de mama, realizada por uma médica voluntária, em alusão ao Outubro Rosa – campanha internacional de prevenção à doença.

A UNP panamenha, além de oferecer apoio aos presos, presta assistência aos seus familiares com doações de roupa, alimentos não perecíveis e kits de higiene.

Márcia Nieto, de 38 anos é uma das beneficiadas pela iniciativa. Além de enfrentar o desemprego, ela tem a responsabilidade de trazer o sustento à sua casa. “Meu marido está preso e eu estou desempregada. Meus filhos não têm nem cama para dormir. Fui abordada por uma das voluntárias [do programa social] na porta do presídio. Após ter conhecimento do que estava passando, a UNP doou 5 cestas básicas e colchões para meus filhos”.

Durante a crise sanitária mundial, além da distância, os familiares dos detentos também enfrentaram a falta de emprego que afeta o país. Em 2020, o Instituto Nacional de Estadística e Censos do Panamá divulgou uma alta de 18,5% na taxa de desemprego, com diferença percentual de 11,4% referente ao ano anterior.

Segundo Rafael Eduardo Jimenez, responsável pelo programa social no país, o evento tem o propósito de oferecer um alívio às famílias dos presos, especialmente os filhos, que sofrem com a situação dos pais. “Devido à pandemia e às restrições impostas, muitas famílias não puderam visitar os reclusos por quase dois anos, o que deixou muitos em constante angústia. E por meio de eventos como este, procuramos levar alegria em meio a tanta dor”, conclui.

Este ano, a Universal nos Presídios no Panamá beneficiou 1.417 famílias de presos com donativos e oferecendo apoio no que necessitavam.

A UNP também oferece apoio aos funcionários das unidades prisionais e às famílias dos detentos em 54 países. O programa social é mantido pela Universal.


Panamá: Universal nos Presídios leva alegria e esperança a famílias de detentos  
  • Unicom 


reportar erro