Rede aleluia

Notícias | 19 de maio de 2019 - 00:05


Os problemas causados pela divergência de fé

No A Escola do Amor Responde desta semana, o professor Renato Cardoso explica à aluna os problemas que podem ser causados no relacionamento quando cada um segue um tipo de fé. Veja a resposta que o palestrante deu a ela.

Aluna – Estou voltando para os caminhos de Deus, mas o meu noivo ainda não tomou essa decisão. Esta semana haverá uma festa e eu não queria ir. Conversei para que ele não fosse, mas, mesmo assim, ele disse que vai. Deixo que ele vá sozinho? Termino com ele? Tem algum problema eu ir nesta festa e me comportar? Sempre saímos juntos para tudo e temos oito anos de namoro e noivado. Me ajudem.

RENATO – Aluna, vou falar primeiro dos oito anos de namoro e noivado: acredito que, se você já nos acompanha há algum tempo, já sabe o que nós normalmente falamos a respeito de namoros e noivados longos. São relacionamentos que não têm destino, finalidade, objetivos nem propósitos. Isso indica um namoro em que está faltando definição. Além disso, você diz que está voltando para os caminhos de Deus e obviamente você já começou a sentir que as escolhas de vocês se tornaram divergentes. No seu caso, entendemos que você estava afastada e que antes já esteve no caminho de Deus, porém seu noivo continua indiferente a Ele.

Dessa forma, você pode imaginar uma encruzilhada onde cada um está indo para um lado. Essa é sua questão principal. O problema aqui não é se você pode ir ou não à festa e se comportar, se decidir que vai com ele. Isso pode ser resolvido, mas haverá outras festas e situações que ele vai querer fazer algo que vai conflitar com a sua fé.

Então, realmente chegou o momento de você começar a questionar o futuro desse relacionamento. Se você pretende de fato seguir uma fé fiel aos preceitos de Deus, deve saber que quem é luz não deve se misturar com as trevas, exatamente por razões como a que você está passando.

Recentemente, eu conversei com uma pessoa que é da Igreja, mas ela se afastou por um tempo. Antes de voltar para o caminho de Deus, ela se amasiou com um ateu e teve um filho com ele. Agora que voltou para a fé, ela está enfrentando sérios problemas de divergência, sendo que uma se relaciona à educação do filho: o marido quer ensinar a ele que Deus não existe e ela quer levar o menino à Igreja. Então, você pode perceber por meio dessa situação o problema gerado pelo fato de duas pessoas de fés diferentes se unirem. Se você considera sua fé com toda a seriedade que ela merece, então terá de dizer isso ao seu noivo, falar da decisão que está tomando e que, por ele não te acompanhar, o seu relacionamento com Deus se torna mais importante. Acredito que você gostaria muito que ele também tivesse esse relacionamento com Deus, mas você vai deixar claro que não vai impor isso a ele nem que ele vá até Deus por sua causa. Vai deixar claro que está decidida a não ter uma vida de sofrimento ao se tornar a esposa de um marido incrédulo. Esta é a principal questão que você tem que considerar. Esta festa que vai acontecer é o menor de todos os seus problemas.


  • Camila Teodoro / Foto: Fotolia 



reportar erro