Rede aleluia
Oração da Meia-Noite: Você é religioso?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 1 de Dezembro de 2021 - 01:03


Oração da Meia-Noite: Você é religioso?

Durante a transmissão da Caminhada da Fé, rumo à Fogueira Santa da Diferença, o Bispo Renato Cardoso falou sobre o assunto

Oração da Meia-Noite: Você é religioso?

Nesta terça-feira, 30 de novembro, aconteceu mais uma programação da Oração da Meia-Noite, na Caminhada da Fé rumo à Fogueira Santa da Diferença. A transmissão foi feita pelos Bispos Renato Cardoso e Misael Silva, com participação do Bispo Jerônimo Silva, que falou diretamente de Sergipe.

O assunto abordado por eles foi a religiosidade. Para exemplificar como ela prejudica uma pessoa, foi exibido a história de vida do casal Cristiano e Marciana.

Os dois já foram missionários em uma outra denominação, eram profundos conhecedores da Palavra de Deus, mas mesmo tendo uma base teológica, não conseguiam ver a diferença de Deus em suas vidas. 

Ela, dentista, e ele bacharel em direito começaram a perceber que a formação que tinham não estava sendo suficiente para manter as contas de casa em dia.

“Eu sabia da Bíblia de Gênesis a Apocalipse. Pregava como ninguém, mas quando chegava no dízimo, eu não me lançava”, disse Marciana.

Com projetos que não andavam e a vida que não prosperava, Cristiano resolveu dar uma chance a ele e a Deus, e decidiu participar de uma reunião na Universal, deixando seu preconceito de lado. 

O casal chegou em uma época de Fogueira Santa e viu nesta campanha a oportunidade de mudar de vida. “Nosso objetivo era resolver esses problemas financeiros, mas no decorrer dos dias e dos meses, percebemos que aquele vazio ainda existia, mesmo estando na igreja – e fazendo a Fogueira Santa -; mesmo agindo a fé através de votos, sendo dizimistas e ofertantes. [Na verdade], estávamos focando na vida material e faltava o Espírito Santo”, lembrou Cristiano.

Quando, finalmente, entenderam que precisavam de Deus e sacrificaram com essa finalidade, o casal pode desfrutar de uma vida de sucesso (assista ao relato, na íntegra, no vídeo abaixo).

Agir a fé

O Bispo Renato destacou que assim como Cristiano e Marciana, muitos “confundem fé com religiosidade” e, por isso, não colhem os frutos.

“Se você diz que crê em Deus, mas vive uma vida igual àqueles que não creem, que não servem e que não buscam a Deus, qual é o benefício desta fé que você diz ter em Deus?”, indagou o Bispo.

Deste modo, aqueles que necessitam de uma mudança completa precisam agir a fé. “Você precisa vencer o medo, o preconceito. Pare de viver para agradar outras pessoas, porque isso, também, é religiosidade, e venha praticar a fé verdadeira!”, disse o Bispo.

Confira a programação completa a seguir:

 

 


Oração da Meia-Noite: Você é religioso?
  • Rafaela Dias / Fotos: Reprodução 


reportar erro