Rede aleluia

Notícias | 13 de janeiro de 2019 - 00:05


O que você tem feito diante do desemprego?

O primeiro passo para garantir melhores posições no mercado de trabalho é não deixar de estudar, mesmo quando as portas estão fechadas

Com níveis elevados de desemprego, o brasileiro, mesmo com curso superior, se vê acuado diante da falta de oportunidades no mercado de trabalho. Devido a esse temor, muitos optam por se encaixar em funções para as quais não se qualificaram, apenas por sobrevivência. Mas como nadar contra a corrente e mudar essa maré vermelha para um oceano azul de possibilidades?

Especialistas defendem que não parar de estudar é o primeiro passo para garantir melhores posições. A busca por um curso técnico ou uma pós-graduação deve vir aliada do profissional que deseja alcançar bons lugares no mercado de trabalho, cada vez mais competitivo e que busca profissionais de excelência.

Jornalista e mestre em comunicação, Daniella Soares não exerce a função na qual se especializou, vendo-se organizando materiais base na empresa, o que poderia ser feito sem grandes conhecimentos e por outra pessoa, afirma.

Diante disso, ela defende que, junto da especialização, o profissional precisa usar de estratégias pessoais para se vender para o mercado. “Um currículo bem elaborado e passos ousados são características do profissional de sucesso.” E, se ainda tiver especialidades, o profissional sempre será privilegiado nisso.

A psicóloga Sofia Esteves, especializada em recursos humanos, explica que mesmo diante dos desafios é preciso que o profissional se capacite e veja isso não apenas com os olhos de quem busca ascensão profissional, mas de quem busca conhecimento. “Procure seguir a mesma rota que já vinha traçando para sua carreira e não deixe que as dificuldades o desviem dos seus objetivos. O novo emprego vai surgir e em breve você retomará seus estudos.”

Sofia também dá dicas para o profissional que deseja fazer uma pós-graduação. “Não a encare apenas como um item importante no currículo ou um espaço para ampliar sua rede de contatos no mercado de trabalho. Esta é também a oportunidade de desenvolvimento e aprendizado”, defende.

Por onde começar?
Para isso, o conselho é fazer uma análise de mercado para ver qual área, dentro da que já atua, é mais promissora. Não se pode deixar de lado a vontade de aprender por gosto pessoal e de fazer algo que é apaixonado – muitos especialistas defendem que escolher uma área em que se tenha um bom desempenho profissional é um dos primeiros passos para a abertura das portas do mercado de trabalho.

Escolher um curso ou especialização apenas com interesse de conseguir um emprego pode ser uma decisão amarga, que custa tempo e dinheiro do profissional, o que pode deixá-lo frustrado.
Para evitar isso, antes de buscar uma segunda faculdade, mestrado ou pós-graduação que precise de investimento financeiro, o profissional pode optar por cursos profissionalizantes nas áreas em que tem atuado.

Com a ajuda dos sites de busca e das redes sociais é possível checar quais as novidades e cursos na área desejada, garantindo os estudos e a certificação deles. Alguns institutos federais também abrem espaço para isso. O profissional só precisa se organizar para estudar de um computador, em casa, e ajustar sua agenda para se manter focado nos horários em que se propôs a estudar.

A alternativa pode ajudar os profissionais que estão sem condições de investir em um curso superior e presencial, mas que desejam obter conhecimentos específicos e se manterem atualizados com cursos de duração e investimentos menores.

NAÇÃO DOS 318
Uma reunião que inspira novas ideias e traz motivação para superar desafios financeiros. Todas as segundas-feiras no Templo de Salomão ou em uma Universal mais próxima de você.

 


  • Katherine Rivas / Foto: Fotolia  



reportar erro