Rede aleluia
O que você tem feito aos domingos?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de Setembro de 2021 - 00:05


O que você tem feito aos domingos?

O primeiro dia da semana tem um significado especial para todos aqueles que decidiram honrar a Deus em tudo

O que você tem feito aos domingos?

Domingo é dia de praia, uns dizem. Outros, aos domingos, se dedicam à prática de exercícios (os famosos atletas de final de semana). Há quem tire o dia para acordar mais tarde, sem se preocupar com o despertador. Almoço de família no domingo também é um clássico.

Porém, para aqueles que decidiram colocar Deus em primeiro lugar em suas vidas, e honrá-lo em tudo, algumas dessas atividades citadas podem até serem realizadas no domingo, mas não sem antes deles estarem na Igreja participando do culto.

Se consideramos Deus o primeiro em tudo em nossas vidas, temos prazer em dedicar o primeiro dia da semana a Ele. Essa atitude demonstra honra a quem é mais importante.

Em todos os templos da Universal, as reuniões de domingo, denominadas “Encontro com Deus”, acontecem pela manhã, em horários que variam conforme a localidade. No Templo de Salomão, ela se inicia às 9h30 e é dedicada a orações pela saúde do corpo, da mente e da alma, a orientações para a família, ao ensino da Palavra e ao louvor e à adoração a Deus, complementando com a busca pelo batismo com o Espírito Santo. Outras duas reuniões também acontecem no Templo: às 7h, denominada “As primícias”, e às 18h, a “Vigília do Espírito Santo”, com o Estudo sobre o livro de Apocalipse.

Alguns acontecimentos relatados na Bíblia revelam a importância do domingo para os fiéis, como a descida do Espírito Santo na Igreja (Atos 2.1-4) e a revelação que o apóstolo João recebeu sobre o Fim dos Tempos (Apocalipse 1.10).

O Bispo Renato Cardoso, responsável pelo trabalho da Universal no Brasil, realiza a reunião das 9h30, no Templo de Salomão. Ele destaca que colocar Deus em primeiro lugar é um princípio que deve se estender a todos os aspectos da vida de uma pessoa, e isso inclui também a agenda dela. “Vir à igreja no domingo de manhã é uma forma de dízimo, porque domingo é o primeiro dia da semana. A palavra domingo vem de dominus, que quer dizer Senhor, então domingo significa o ‘dia do Senhor’, o primeiro. Então o cristão começa a sua semana na Casa de Deus”, explica.

Consciência que a cozinheira Leda Passos, (foto abaixo) de 38 anos, reconhece que faz toda a diferença em sua vida. Aos 19 anos, convidada por uma tia, ela começou a ir aos domingos na Igreja. “Eu vi uma diferença dentro de mim de como as coisas fluíam e como olhava os problemas não mais com desespero, mas com confiança.” À medida que participava dos encontros dominicais, o seu interesse pela fé crescia, e hoje já são quase 20 anos de uma vida em que ela decidiu colocar Deus em primeiro lugar, inclusive como prioridade nos seus compromissos semanais. “Ir à reunião impacta na maneira como eu vejo as coisas, as pessoas. Elas não têm mais poder de definir minha semana porque já a entreguei, logo no primeiro dia dela, ao Único que tem esse poder de defini-la”, ressalta.

Prepare-se para o encontro
O Bispo Júlio Freitas menciona que, para termos bons resultados na vida, é necessário investimento, preparação e planejamento, e isso também vale para a maneira como nos apresentamos nos cultos de domingo e nos aplicamos em conhecer mais de Deus. Ele dá algumas orientações que, se seguidas, fazem a diferença na participação das reuniões:

– No sábado, separe a roupa que vai usar (não deixe para fazer isso na hora de sair e correr risco de se atrasar), assim como a Bíblia, os propósitos e os pedidos de oração. Deixe tudo preparado e de maneira que não esqueça. Durma mais cedo, visando descansar bem e, assim, acordar calmamente e em paz.

– No domingo, arrume-se
como para um encontro especial. Acorde cedo, faça a sua higiene pessoal, vista a sua melhor roupa e perfume-se, porque o encontro é marcado com a Pessoa mais importante da sua vida: o Senhor Jesus. Ele merece o melhor e cada detalhe revela a sua consideração para com Ele.

– Tente não se aborrecer com ninguém e não disperse as suas emoções ou perturbe o seu espírito com o que é desnecessário. Ao chegar na Igreja, faça uma oração apresentando a sua vida a Deus e procure se concentrar no que é dito do Altar. “A voz do pastor ou bispo está sendo dirigida a você e é desta forma que deverá encarar a reunião, por isso, ignore tudo o que poderá estar acontecendo ao seu redor”, destaca. O Bispo Júlio orienta a manter-se sempre em espírito de oração e, se alguém falar com você na hora da reunião, é preciso dizer, de forma delicada e educada, que está tentando manter a sua atenção.

Tratar com temor e reverência esse dia dedicado a Deus é mostrar o quanto Ele é considerado em sua vida. Portanto, reveja a forma como você tem tratado os domingos. Tudo o que é pensado para as reuniões nesse dia tem o intuito de aumentar suas experiências com Deus e avivar a sua fé. É, entre outras coisas muito importantes, um preparo espiritual para a semana árdua que se inicia.


O que você tem feito aos domingos?
  • Núbia Onara - Foto: Getty images e Demetrio Koch 


reportar erro