Rede aleluia

Notícias | 24 de julho de 2018 - 03:00


O que essa foto de Trump e Trudeau pode nos ensinar sobre fakenews?

Imagens fora de contexto podem ser utilizadas para gerar “escândalos”

A imagem não é inocente. Foi divulgada com o intuito de transmitir uma mensagem: “Eu não confio em você, Trump”.

Não há um “texto” que diga isso, a mensagem é anunciada por meio da linguagem corporal dos dois protagonistas da foto.

Do lado direito da imagem, há o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Com a mão direita estendida, ele faz um gesto como se dissesse: “Dê-me a sua mão. Confie em mim”.

Do lado esquerdo está o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, que cruza as mãos em seu colo – um indicativo de alguém que deseja criar uma “barreira” de interação – e a sua expressão facial é um pouco cética, como se dissesse: “Eu deveria confiar nele mesmo? Não sei se eu quero isso”.

Para entendermos a mensagem que a foto deseja transmitir, primeiro precisamos compreender o contexto desse cenário.

Justin Trudeu é um político jovem, moderno. Explicou de improviso, certa vez, como basicamente funciona a Computação Quântica – após ser desafiado por um jornalista. Seu pai, Pierre Trudeu, também foi primeiro-ministro. Interpretou o general Talbot, na série canadense The Great War, antes da vida pública. Representa a “nova geração” de eleitores e políticos pelo mundo.

Já Donald Trump foi eleito em uma polêmica campanha presidencial contra, a então candidata, Hillary Clinton. E, recentemente, foi criticado em uma capa da revista Time, que fez uma montagem, colocando-o em frente a uma criança em lágrimas, aterrorizada ao vê-lo – uma referência à atual política de imigração de sua gestão (foto ao lado).

Por isso, a foto – registrada por Kevin Lamarque, da Reuters – “diz” muita coisa. Mas isso não significa que a sua mensagem é verdadeira.

No vídeo abaixo, nós podemos conferir como foi esse momento na íntegra. Veja:


Perceba que Trudeu retorna o aceno de Trump quase que instantaneamente. A foto é uma fração de segundos desse momento no Salão Oval, na Casa Branca.

Isso nos faz pensar sobre os perigos escondidos nas ideologias carregadas pelas fotos. Porque, o fato acaba sendo ignorado. O que fica valendo é a intenção de quem a divulgou – um agente que na maioria das vezes não está imbuído de imparcialidade, uma premissa do jornalismo.


  • Da Redação / Fotos: Reprodução 


reportar erro