Rede aleluia

Notícias | 1 de dezembro de 2019 - 00:05


O poder e os mistérios da fé se revelam com uma única atitude

Muitos estudiosos tentam entender como é possível, por meio da Fé, alcançar uma cura, a libertação de um vício e um recomeço de vida. Qual é o segredo?

Você já deve ter visto em programas da Universal na TV, no site universal.org, ouvido pelas emissoras da Rede Aleluia, lido aqui na Folha Universal ou escutado por aí histórias de pessoas que se curaram de doenças consideradas incuráveis pela medicina, que se livraram de transtornos emocionais, como a depressão, que pagaram dívidas e prosperaram ou que se libertaram dos vícios, entre outros relatos.

Muitos casos de pessoas que conseguiram recomeçar e hoje são felizes.

Mas, apesar de obter essas mudanças positivas em diferentes áreas da vida, para conquistá-las, todos os que as testemunharam tiveram que colocar em prática uma atitude em comum: a Fé inteligente e verdadeira.

Talvez você esteja pensando: “eu frequento uma igreja, ainda não vi nenhuma mudança e continuo com os mesmos problemas”. A resposta é que o poder da Fé não se manifesta apenas porque uma pessoa participa de um culto ou cumpre rituais de uma instituição religiosa. Ele é muito mais do que isso.

O Bispo Edir Macedo revela que a Fé que vence todo o mal é aquela que supera as dúvidas e traz certeza para nosso interior. “Quando cremos na Palavra de Deus, a obedecemos e a praticamos. Quando não se pratica e não se obedece é porque não se crê. Jesus disse para

Tomé que mais bem-aventurados são aqueles que não viram e creram, ou seja, mais felizes são aqueles que não viram e creram. Essa é a grandeza de Deus, é a certeza que o Espírito Santo nos dá. Quando você entender isso vai superar todos os problemas.” O próprio Deus nos ensina em sua Palavra que a “Fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não veem.” Hebreus 11.1.

A Fé não combina com religiosidade
A gerente administrativo Fernanda Lazzaretti da Silva, (foto abaixo) de 42 anos, demorou muitos anos para entender que Fé não tinha nada a ver com religiosidade. “Eu ia à igreja e achava que se ficasse repetindo o que o pastor dizia seria atendida em tudo que queria, mas não participava dos propósitos e não mudava minhas atitudes.”

depressão, fé, mudança, atitude, transformação

Quando ela sofreu uma traição por parte do namorado, pôde ver sua real condição espiritual: “fiquei com depressão e tentei duas vezes tirar minha própria vida. Descobri que a fé que eu achava que tinha era de mentira”.

Vendo o sofrimento de Fernanda, sua tia conversou com ela sobre a importância de entregar a vida para Deus. “Assim, orei ao Altíssimo e pedi para que Ele se revelasse a mim, não porque eu queria isso ou aquilo, mas porque queria conhecê-Lo. Depois fui à Universal e tudo foi diferente. Lembro que era época de Fogueira Santa e entreguei minha vida no Altar, pois estava disposta a recomeçar do zero e aprender.”

Dali em diante, a vida de Fernanda foi transformada. “Recebi o Espírito Santo, venci toda mágoa, passei a auxiliar no grupo de Evangelização e, há seis meses, me casei com um homem de Deus. O que posso dizer é que, quando nos deixamos guiar pela verdadeira Fé, aquela que o Espírito Santo nos dá, não tem como algo dar errado porque Ele é conosco.”

Quando a cura vem de Deus
O empresário Alex Navarra Gonçalves, (foto abaixo) de 36 anos, procurava Deus em muitos lugares, mas nada conseguia despertar a Fé genuína nele.

leucemia, câncer no sangue, doença, cura, salvação

“Já fui católico, umbandista, devoto de santos, maçom, mas isso não resolveu nada na minha vida. Eu seguia viciado em maconha e era extremamente agressivo.”

Em 2016, por conta das constantes brigas, Alex teve seu casamento desfeito: “minha ex-esposa me expulsou de casa. Perdi tudo: minha família e meu emprego. Naquele momento, senti a dor do abandono e fui morar na rua.”

Depois de 28 dias morando na rua, uma senhora ofereceu ajuda a ele. Pouco tempo depois, em 2018, Alex recebeu uma notícia que o desestabilizou completamente: “procurei um hospital porque estava com muitas dores. Fui diagnosticado com leucemia (câncer no sangue) e também foi constatado que eu estava com um tumor maligno nos testículos. Os médicos me desenganaram e fiquei sem esperanças.”

Ao ver o sofrimento dele, uma ex-namorada fez um convite para que ele não desistisse de lutar pela vida. “Ela sabia dos problemas que eu enfrentava e me chamou para ir a uma reunião no Templo de Salomão. Como eu já tinha procurado Deus em muitos lugares, aceitei.

Daquela vez foi diferente: no mesmo dia em que cheguei, fui tocado por Deus e todas as minhas dúvidas desapareceram. Além disso, o milagre aconteceu: o tumor que eu tinha sumiu, fui curado e recebi a direção de como mudar a minha vida.”

Mas a pergunta que fica é: como isso aconteceu tão imediatamente na vida de Alex? O empresário é objetivo ao responder que “aconteceu rápido porque houve entrega com sinceridade”. Hoje, ele tem o próprio negócio, está namorando com uma mulher de Deus e segue firme nessa Fé que aprendeu a ter. “As pessoas precisam entender que Deus é simples, Ele o escolhe e o aceita do jeito que você é. Basta que você esteja disposto a confiar e a obedecer.”

A medicina constata o poder da fé
Uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP) revela que pacientes que têm fé respondem melhor ao tratamento de doenças.

Já nos Estados Unidos uma pesquisa realizada pela Universidade de Duke, na Carolina do Norte, comprova que pacientes que praticam a fé apresentam 40% menos chances de sofrerem depressão durante o tratamento de doenças em geral.

Para a médica ginecologista e obstetra Julia Barbi Melim Marques, a verdadeira Fé é uma forte aliada para evitar e combater doenças. “A maneira de encarar a vida e as situações adversas faz toda a diferença na hora que se recebe o diagnóstico de uma doença. Parece um mistério, mas é verdade. Quem tem fé acredita que vai superar aquela dificuldade e não se deixa abater mesmo quando está passando por tratamentos difíceis e desgastantes.”

Prosperidade não significa “ter dinheiro”
É possível dizer que um dos principais desejos do ser humano é ser rico. A pergunta é: por quê? Porque para muitos ter dinheiro está totalmente ligado a ter felicidade, mas é ledo engano.

Se fosse assim, não existiriam tantos problemas entre pessoas com alto poder econômico. De acordo com um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos, uma pessoa tira a própria vida e entre elas figuram muitos ricos e famosos. Já outro levantamento da OMS sobre a depressão em 18 países indica que esse transtorno psiquiátrico é mais comum em nações ricas do que nas pobres.

A médica boliviana Maria del Rosário Burgos Pereira, de 48 anos, sentiu na pele exatamente o que é ter tudo e nada ao mesmo tempo. “Eu tinha formação e era bem-sucedida, mas emocionalmente instável. Cresci dentro do Evangelho, participava de grupos, sempre me falaram para crer, mais nunca vi o resultado da minha fé. Então, as dúvidas me dominaram e passei a acreditar apenas na força do meu braço.”

Ela empreendia ao lado do marido, o empresário Mario Acosta Vaca, (foto abaixo) de 50 anos. “Montamos uma indústria no ramo de tratamento de águas de piscina. Sempre trabalhamos com afinco, crescemos muito e até conquistamos alguns bens, mas logo perdemos tudo”, lembra Mario.

fé, cego, cético, cheio de mágoa

O casal conta que foi vítima de bruxaria. “Não entendíamos o que estava acontecendo, fomos influenciados e acumulamos uma dívida de R$ 180 mil. Ela era impagável e injusta. Ficamos sem perspectiva, frustrados e impotentes”, relata o empresário.

O casamento também sofreu consequências. “Sem condições de termos o básico, passamos a brigar muito. Lembro que estava cego, cético e cheio de mágoa. Via os programas da Universal na televisão, mas achava que era um circo montado para tirar o dinheiro das pessoas”, conta Mario.

Contudo foi um desses programas que despertou a Fé dos dois. “Decidimos ir juntos à Nação dos 318. Ela era a última porta em busca de solução. E lá a mensagem foi muito esclarecedora. Aprendemos que devíamos permanecer juntos para lutar e usar a nossa Fé com atitude. Foi o único lugar onde pudemos ouvir que a nossa vida tinha solução”, recorda Maria.

Foi quando eles entenderam que a felicidade não estava no dinheiro que a vida deles foi transformada. “A Fé que aprendemos a ter nos trouxe confiança. Conseguimos pagar nossas dívidas, conquistamos um terreno que hoje vale R$ 2 milhões, temos uma clínica médica em Atibaia e outra em Mairiporã. Temos uma vida de sucesso e uma família reconstruída. Somos prósperos, mas a nossa prioridade hoje é o Espírito Santo”, conclui Maria.

A fé obedece
O empreendedor Livaldo da Silva Palheta, (foto abaixo) de 23 anos, costumava frequentar a Universal com sua mãe, mas passou anos “esquentando o banco”, como ele mesmo diz. “Até entregava dízimo e ofertas, participava da Santa Ceia, mas nada era feito de todo o coração. Tudo era feito no ‘piloto automático’.”

fé, racional, inteligência

O tempo foi passando e, cada vez mais, Livaldo foi se afastando da igreja. “Até que parei de frequentar as reuniões de vez. Me tornei empresário, me relacionei com uma pessoa, tinha uma vida aparentemente feliz. Passado algum tempo, meu relacionamento começou a se deteriorar, com traições de ambas as partes, brigas e agressões físicas e verbais.”

Nesse período, o jovem se entregou aos vícios. “Realizava festas com orgias, bebidas e drogas. Esse vício foi tão grande que cheguei a financiar uma casa de prostituição. E assim desenvolvi depressão e não queria fazer mais nada.”

As dívidas e o vício em sexo e cocaína mostraram a realidade espiritual do rapaz. “Vivi muito tempo enganado dentro da igreja. E, num momento de tristeza, lembrei de um conselho de minha mãe sobre a importância da Fé e me dei conta que nem sabia o que era ter Fé de verdade. Chorei como criança até cheguei a soluçar e aí vi que estava no fundo do poço.”

Foi quando, durante uma oração sincera, Livaldo pediu uma nova chance. “Eu decidi ir à igreja em um domingo à noite. Lembro que, assistindo às reuniões com sinceridade, fui abrindo meus olhos e despertando minha Fé. Entendi a importância do Espírito Santo, me lancei no Altar na Fogueira Santa e tudo mudou. Hoje não possuo nenhum vício, tenho minha empresa, um relacionamento familiar magnífico e, sobretudo, conheci a verdadeira Fé.”

A sinceridade é vital
Note que todas as histórias tiveram algo em comum para que a Fé genuína fosse despertada: as pessoas agiram com sinceridade. O Bispo Honorilton Gonçalves, responsável pelo trabalho evangelístico da Universal em Angola, Moçambique e São Tomé e Príncipe, diz que Deus se agrada quando uma pessoa é verdadeira. “Quando a pessoa é sincera diante dEle, ela está mostrando o desejo que há dentro dela de mudar. Deus nos orienta em Mateus 17.20: ‘Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá e há de passar; e nada vos será impossível’”.

Ele ressalta que muitos vivem presos à religiosidade e acham que têm essa fé, mas quando passam por tribulações descobrem que não têm. “É preciso entender que Fé inteligente não é fruto da religião, das músicas, nem do pastor, mas é fruto da Palavra de Deus como está escrito em Romanos 10.17: ‘De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus’.”

A Fé pode levar a pessoa a alcançar a cura, a libertação, a prosperidade, porém o Bispo Gonçalves conclui que o maior ensinamento que Jesus nos deixou é que, por meio dela, é possível alcançar a maior de todas as conquistas: a Salvação.

A fé é racional
Outro ponto importante sobre a Fé genuína é que ela não está pautada nas emoções, conforme indica o Bispo Leno Cunha, responsável pelo trabalho Evangelístico da Universal no Ceará: “a Fé é baseada única e exclusivamente na Palavra de Deus e jamais nas emoções (estou sentindo isso ou aquilo). O religioso está sempre esperando por um Deus que não vem e por um milagre que nunca acontece. Nós não aceitamos isso na Universal”.

O poder e os mistérios da Fé se manifestam sempre na vida daqueles que procuram a Deus não por interesse ou barganha, mas por desejar conhecê-Lo acima de tudo, mesmo sem vê-Lo, senti-Lo ou poder tocá-Lo.

Quando alguém decide se aproximar da Verdade e caminhar com ela, nada nem ninguém pode colocá-lo para baixo e todo o vazio interior é preenchido. Isso sem falar na consciência e na certeza da Eternidade. Tantas coisas boas acontecem ao escolher tomar esse rumo que abandonar o orgulho e a vaidade se torna fácil!

Deus é simples e suas Escrituras trazem lições, direções e verdades que transformam vidas. Experimente tirar a Bíblia da estante e mergulhe na sabedoria de suas palavras de um modo diferente.

Jesus ensinou muitas coisas em relação à Fé. Ele ensinou o poder do perdão, do amor, da justiça e deixou claro que a religião gera contendas e escraviza, enquanto Ele salva, liberta e traz a verdadeira paz, que é a que vem do Alto.


  • Ana Carolina Cury / Fotos: Getty Images e Demetrio Koch / Arte: Edi Edson 


reportar erro