Rede aleluia
“O Espírito Santo me deu paz”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 5 de Agosto de 2022 - 16:18


“O Espírito Santo me deu paz”

Quando Nair Martins descobriu o poder da fé, sua vida foi transformada. Saiba mais

“O Espírito Santo me deu paz”

Hoje, aos 69 anos, Nair Martins afirma que encontrou a paz. Durante anos, ela buscou esta  tranquilidade interior na religião, mas tudo em vão.

Situação:

Antes de chegar à Universal, Nair Martins, de 69 anos, sofreu com depressão e um vazio interior. Ela chegou a servir aos espíritos durante muitos anos de sua vida, mas em um dos momentos que mais precisou da ajuda deles, ela não teve.

“Estava passando por uma situação muito difícil e delicada, fui pedir ajuda àqueles a quem servia, mas me disseram que não poderiam fazer nada. Fiquei muito triste e, por isso, decidi não mais frequentar aquele lugar, mas foi aí que tudo desmoronou”, disse.

Após o episódio, Nair atentou contra a própria vida por duas vezes, pois não aguentava mais sofrer.

Detalhes:

“Cheguei a fazer várias misturas de bebidas com remédios e também me jogar em frente a um carro, mas todas elas foram frustradas”, lembra.

O vício nas bebidas alcoólicas passou a fazer parte da vida de Nair.

“Eu bebia demais, e quando não tinha como comprar, eu misturava álcool com açúcar e consumia”, disse.

A transformação:

A mudança na vida de Nair começou após ela assistir uma programação da Universal na TV. Durante três meses ela consagrava o copo com água e bebia, até o momento que resolveu ir à igreja.

“No dia em que pisei na igreja, senti uma paz muito grande e dali não sai mais”, disse.

Assista ao vídeo abaixo e saiba como está a vida de Nair hoje:


“O Espírito Santo me deu paz”
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro