Rede aleluia

Notícias | 19 de julho de 2019 - 13:19


Novela Topíssima: Jandira e a ideia errada sobre o amor

A vida da jovem personagem revela como muitas mulheres na vida real ainda se enganam quando o assunto é amor

A jovem Jandira, personagem de Topíssima, novela transmitida de segunda a sexta-feira, às 19h45, pela Record TV, é um reflexo da vida de muitos jovens.

Curtem a vida sem se responsabilizar com nada, e querem ter o que desejam sem fazer os sacrifícios necessários. Afinal, levar a vida a sério é coisa de adulto.

O que não param para pensar é que a vida adulta também é uma colheita do que foi plantado na juventude. Mesmo assim, há quem considere essa fase sinônimo de irresponsabilidade.

Jandira reflete isso. Se apaixonou por um rapaz que não conhecia (e se dizia rico), e apostou todas as fichas nele, na esperança de que mudaria de vida: ela só não imaginava que seria para pior. Ela, que sempre foi uma garota pobre, moradora de uma comunidade no Vidigal (RJ), porém, com uma família muito íntegra e trabalhadora.

Jandira, no entanto, escolheu o caminho da mentira (ao negar quem realmente era), e da inconsequência (ao ignorar o que seus pais aconselhavam). O resultado pôde ser visto, recentemente, na novela.

Confira no vídeo abaixo:

E o triste resultado das suas escolhas causou muita dor para  toda sua família. Reveja a cena:

Ensinamento diabólico sobre o amor

As atitudes de Jandira revelaram que, apesar de ela achar que estava no controle da situação, na verdade, ela não tinha controle de nada, pois tudo era uma farsa. Tanto na vida dela quanto na do rapaz por quem se apaixonou.

E com aquele comportamento ela só se desvalorizou. “Ela achou que amava, mas quem ama não mente, não perde a identidade, não despreza a família”, destacou a apresentadora Cristiane Cardoso, durante o programa Escola do Amor Responde, que contou com a participação especial da escritora Nanda Bezerra.

Nanda explica que a jovem se deixou levar por tantas mentiras que a vida dela mudou: ela já não tinha identidade, nem sabia quem era ela. Cristiane, por sua vez, ressalta por que isso acontece, ou seja, a falsa sensação – intrínseco nas mulheres – de que se pode mudar o outro.

Jandira é a imagem de muitas mulheres que apostam todas as fichas em um relacionamento sem futuro, explica Cristiane.

E há uma explicação para este tipo de pensamento propagado na ideia “romanceada” que divulgam nos livros, filmes, séries e afins sobre o amor.

Segundo Cristiane, a ideia que é ensinada “de que o amor merece tudo o que você pode fazer por ele, passando por cima de tudo, sem diferenciar o certo do errado, e que o importante é amar” é diabólica.

“Você ama tanto aquela pessoa que vai jogar tudo fora: a sua identidade, a sua família, o seu valor – porque acaba fazendo coisas que não queria fazer”, ressalta.

No caso da personagem Jandira ela não conseguiu nada do que imaginou que teria. “Não teve casamento, teve aborto e teve óbito”, finalizou Cristiane.

Ouça aqui na íntegra o programa

E não perca os próximos capítulos de Topíssima. Para mais detalhes, acesse o site oficial da novela, clicando aqui. Reveja as cenas conheça os personagens.

 

 


  • Núbia Onara / Foto: Reprodução 


reportar erro