Rede aleluia
Nova Canaã: nada impede quem quer fazer o bem
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 6 de Fevereiro de 2022 - 00:05


Nova Canaã: nada impede quem quer fazer o bem

Conheça a história desse importante projeto desenvolvido no sertão baiano

Nova Canaã: nada impede quem quer fazer o bem

O Projeto Nova Canaã é a prova de que nada é impossível quando o objetivo é fazer o bem. Ele foi idealizado nos anos 1990 pelo Bispo Edir Macedo, líder da Universal, depois de assistir a uma reportagem sobre a cidade Irecê (BA), localizada a 478 km de Salvador. Naqueles anos, Irecê foi do auge econômico à decadência em razão da grande seca. A matéria trazia, entre outros relatos, a história da mãe que, diante do choro de fome dos filhos, só via uma saída: matá-los para acabar com todo o sofrimento.

Tocado pelos depoimentos desesperadores, o Bispo decidiu fazer algo para mudar a vida daquelas pessoas. Sua primeira providência foi encontrar uma pessoa que pudesse abraçar a ideia, procurasse um lugar e desenvolvesse o projeto. Então, o Bispo Marcelo Crivella, que, naquela época, estava na África do Sul, foi chamado para esta missão.

O plano inicial era construir uma comunidade agrícola autossustentável, com base no modelo do kibutz israelense. O primeiro desafio era comprar os quase 500 hectares de terra que abrigariam a sede da entidade, na época conhecida como Fazenda Nova Canaã, e equipar o local com tudo o que era necessário. Para angariar fundos, o Bispo Crivella lançou o CD Mensageiro da Solidariedade.

O álbum vendeu mais de 1 milhão de cópias e com a doação inicial dos R$ 850 mil do adiantamento dos direitos autorais pela gravadora as terras foram adquiridas. Toda a tecnologia de irrigação foi importada do exterior. Técnicos de Israel foram trazidos para ensinar a plantar e fizeram prospecção do solo, o que ajudou a descobrir a água que estava no subsolo. A primeira colheita aconteceu um ano após a inauguração da fazenda.

A escassez de água trouxe outro desafio: era necessário investir nas famílias, em especial na educação das crianças. Desse modo, foi implantado o Programa de Educação Integral.

Com o objetivo de promover o desenvolvimento biopsicossocial e a proteção da infância de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, o programa oferece ensino integral de alta qualidade e gratuito para crianças com idade entre quatro e 18 anos.

Ao longo dos 21 anos de existência, o projeto já atendeu 2.374 famílias. Em 2022, foram matriculados 600 alunos da educação infantil ao ensino médio, em tempo integral, que recebem quatro refeições diárias, transporte escolar, material didático e acompanhamento médico e odontológico.

 

Mudando a realidade
Durante a pandemia, um dos maiores desafios foi honrar os compromissos financeiros, uma vez que a maioria dos doadores tiveram de parar suas atividades econômicas. Os decretos interrompendo as atividades também dificultaram a assistência às famílias atendidas. Porém, contrariando todos os obstáculos, toda a ajuda às famílias assistidas e aos colaboradores do projeto foi mantida.

Atualmente, o Projeto Nova Canaã está sob os cuidados do Instituto Ressoar, braço social da Record TV. O trabalho desenvolvido pelo projeto não se limita à sede. Para promover mudanças na realidade das famílias atendidas é feito o acompanhamento social, por meio do programa Acolher, que tem três fases: visita domiciliar, palestras e eventos especiais.

Outro programa é o Saúde em Ação, que ensina práticas de prevenção de doenças e promoção da saúde. Por meio dele são realizados os primeiros socorros aos alunos assistidos pelos programas e projetos realizados na sede da entidade, além de atendimento médico e odontológico. Já às mães, é oferecido acompanhamento com ginecologista, além de visitas domiciliares que visam conhecer os problemas de saúde que as famílias enfrentam. A partir dessas informações são definidas as melhores formas de auxílio. Além disso, são realizadas atividades e palestras educativas para alunos e suas famílias.

O esporte também é ferramenta de transformação, pois ensina valores, melhora a autoestima e desenvolve a psicomotricidade. Assim, são oferecidas aulas de judô, capoeira, natação e futebol. Além disso, os alunos também participam de debates temáticos sobre relações familiares, projeto de vida e prevenção ao uso de drogas.

Canaã Esporte Clube: Vento forte do sertão
Criado em agosto de 2018, o time nasceu com a missão de não apenas formar atletas, mas também cidadãos. A maneira como isso está sendo feito é o diferencial. Ao contrário de outros clubes, que visam apenas o lucro da venda de seus jogadores para grandes times, o Canaã descobre jovens talentos, prepara-os e, ao vendê-los, reinveste o valor recebido não apenas na estrutura da agremiação, mas, principalmente, em benefício da população carente da cidade de Irecê, local em que está situado o centro de treinamento do time.

A infraestrutura chama a atenção: são cinco campos, alojamentos, área administrativa, refeitório, academia, material esportivo necessário para o bom desenvolvimento do esporte e escola, garantindo acesso à educação de qualidade. Dessa forma, o atleta se dedica aos estudos nos períodos alternados aos dos treinos.

Apesar de novo, o “Vento Forte do Sertão”, como é conhecido o time, tem obtido destaque por seu comportamento exemplar em campo e pelas vitórias. O clube já figura entre os 16 principais times de base do Brasil e já revelou atletas que hoje jogam em agremiações tradicionais como Bahia, Flamengo e Palmeiras.

Todos esses programas da Nova Canaã são desenvolvidos com a contribuição voluntária de quem acredita na missão do projeto. Saiba como você também pode colaborar lendo as informações no quadro ao lado.


Nova Canaã: nada impede quem quer fazer o bem
  • Núbia Onara / Foto: Cedida 


reportar erro