Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 31 de outubro de 2019 - 10:48


Neide tinha raiva só de ouvir o nome da Universal ou do Bispo Macedo

O preconceito impediu que ela mudasse o rumo de sua vida. Mas, um dia, algo mudou dentro dela. Saiba como

Não é novidade de que há incontáveis notícias negativas sobre a Universal circulando na mídia e nas redes sociais. Infelizmente, a maioria das pessoas as absorve sem questionar a sua origem e se são verdade.

A professora Neide era uma dessas pessoas que nutria seu preconceito contra a igreja e o Bispo Edir Macedo com notícias falsas. “Eu ouvia que eles faziam a famosa lavagem cerebral nos fiéis. Aquilo me incomodava de tal forma que tinha raiva só de ouvir o nome da igreja ou do Bispo. Pensava que eles queriam ter cada vez mais pessoas para arrancar o dinheiro delas”, afirma.

O que ela não imaginava é que era justamente na Universal que sua vida mudaria, anos depois. Mas, o preconceito a impediu de ter seus olhos abertos para isso.

“Tinha uma vida estável, mas, mesmo assim, me sentia vazia. Além disso, buscava ajuda em literaturas, visitava cartomantes para saber o que aconteceria no futuro. Não tinha medo, nem dó de gastar meu dinheiro ali, mesmo sabendo que muitas coisas não eram verdade”, diz.

A Verdade liberta

Um dia, porém, bastante relutante, ela aceitou o convite de uma amiga para ir a um culto ministrado, justamente, pelo Bispo Macedo. Ela conta que entrou desconfiada, mas não demorou muito para que seu conceito sobre este trabalho mudasse.

“Quando olhei para a expressão, a fala, os olhos do Bispo, algo mudou em mim. O próprio Deus me convenceu de que ele era um homem de fé. Não tinha como o que ele falava ser mentira. Saí do culto maravilhada, com confiança de ter encontrado a solução para minha vida”, fala.

Veja no vídeo abaixo a mudança que Neide alcançou após conhecer a verdade sobre a igreja:

Não se deixe levar pelas fake News (notícias falsas). Vá hoje mesmo a um templo da Universal e veja a mudança acontecer, também, em sua vida. Caso esteja em São Paulo, visite o Templo de Salomão, localizado na Avenida Celso Garcia, 605, bairro do Brás, zona leste da capital paulista.


  • Rafaella Rizzo / Foto: Reprodução 


reportar erro