Rede aleluia
Ministro da Segurança Pública elogia atuação da Universal nos Presídios
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 24 de Abril de 2018 - 03:00


Ministro da Segurança Pública elogia atuação da Universal nos Presídios

Bispo Eduardo, em nome do Bispo Edir Macedo, presenteou o ministro Jungmann com um exemplar da Bíblia Sagrada

Ministro da Segurança Pública elogia atuação da Universal nos Presídios

Nesta terça-feira (24), o Bispo Eduardo Guilherme, responsável pelo programa social Universal nos Presídios (UNP), foi recebido em audiência pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. A UNP foi criada há mais de 30 anos pelo Bispo Edir Macedo, líder espiritual da Igreja Universal do Reino de Deus, e seus voluntários atuam em estabelecimentos penais masculinos e femininos de todo o Brasil, amparando mais de 500 mil presos e seus familiares.

No encontro, o Bispo Eduardo apresentou um balanço dos trabalhos da UNP na ressocialização de detentos, no apoio aos familiares dos encarcerados e dos agentes carcerários.

O ministro da Segurança Pública se disse impressionado com o alcance e os resultados obtidos pelos bispos, pastores e voluntários da UNP.

Para Jungmann, “é um trabalho da maior importância para aqueles que estão respondendo pelos crimes que cometeram, em condições muito precárias, mas também é um trabalho muitíssimo importante para toda a sociedade”.

“Nunca podemos perder de vista a possibilidade de regatar um ser humano – mesmo que ele tenha cometido um crime. Por isso mesmo, nós achamos que é uma grande parceria que nós temos que estabelecer, enquanto Governo, com a Igreja Universal”, propôs o ministro.

Ao término da audiência, o Bispo Eduardo avaliou a reunião como muito proveitosa.

“Colocamo-nos à disposição do ministro e do Governo para ajudar. Nós estamos vendo que os presídios não estão recuperando os encarcerados”, explicou o responsável pela UNP no Brasil.

“Cedo ou tarde, esses presos vão sair. Nosso trabalho é ressocializá-los, transformá-los através da Fé”, concluiu o Bispo Eduardo.

Bíblia

Durante a audiência, o Bispo Eduardo, em nome do Bispo Edir Macedo, presenteou o ministro Jungmann com um exemplar da Bíblia Sagrada com as Anotações de Fé, lançada como parte das comemorações pelos 40 anos da Igreja.

O ministro agradeceu afirmando que “não há presente melhor que a Palavra de Deus”.

Mais sobre a Universal nos Presídios

A UNP existe há mais de 30 anos e desenvolve trabalhos em 1.314 unidades prisionais em todo o Brasil. Mais de 500 mil detentos e os familiares deles, agentes penitenciários e demais funcionários recebem amparo do grupo.

O programa social oferece cursos profissionalizantes, atendimento médico, odontológico e jurídico, cafés da manhã na porta das unidades para os familiares que visitam os presos, cestas básicas, livros e informativos. O objetivo é ressocializar os detentos. Com o conhecimento adquirido nos cursos, palestras e reuniões, quando livres, podem se reintegrar à família e à sociedade, diminuindo, assim, o índice de criminalidade.

Mais de 6 mil egressos do sistema prisional foram ressocializados pelo programa social em 2017.


Ministro da Segurança Pública elogia atuação da Universal nos Presídios
  • Da Redação / Fotos: Regina Duvirgem 


reportar erro