Rede aleluia

Notícias | 17 de novembro de 2019 - 00:05


”Meu marido me traiu várias vezes”

Nesta edição do Escola do Amor Responde, a aluna Katia conta que é casada há 23 anos e que foi traída diversas vezes, inclusive já flagrou o marido durante uma traição dele. Renato e Cristiane Cardoso a orientam sobre a decisão mais correta a ser tomada para que ela encontre a felicidade no amor.

KÁTIA – Sou casada há 23 anos e tenho dois filhos. Meu marido me traiu várias vezes e, inclusive, já o peguei em flagrante. Na primeira vez, a amante não quis mais nada com ele. Quando fiquei sabendo da segunda traição, agredi meu marido na empresa onde ele e a amante trabalhavam. Descobri também que ele pagava todas as despesas dela e do filho que ela teve de outro relacionamento. Depois, o flagrei me traindo com uma vizinha.

Expulsei-o de casa e ele continua com ela. Mesmo assim, ele faz as refeições diariamente na minha casa e traz as roupas para minha secretária lavá-las, pois alega que ainda estamos casados. Não sei o que fazer, pois me preocupo muito com minha reputação, já que somos pessoas muito conhecidas em nossa cidade.

RENATO – A sua reputação está fazendo você de boba. Você está tão preocupada com sua reputação, mas ela é a da mulher traída que tolera um marido que “pula a cerca” tantas vezes que ela até já perdeu a conta. Está há 23 anos nessa situação. Você tem que entender que está habilitando esse tipo de comportamento nele.

O fato de ter uma certa reputação, seja por posição, seja por negócio, seja por profissão, seja pelo que for, não significa que você precise tolerar isso dentro de casa. Você tem que se preocupar com o que está dentro da sua casa. O que as pessoas estão vendo de fora não importa, pois você não está feliz com a sua vida. Você está muito ocupada em manter a vitrine da sua família sempre bonita, mas o interior da sua vida está podre.

Você está infeliz com o seu marido, que é um traidor declarado, um cara de pau, que lhe trai com a vizinha e deve trai-la até com cachorros. Você está errada por tolerar essa situação e ainda pergunta o que precisa fazer. Ora, você ainda aceita que ele vá à sua casa e lhe serve o almoço todo dia mesmo que ele esteja com a vizinha. Já ouviu falar do chaveiro? Ele é um profissional que muda a fechadura de uma porta.

Você precisa chamar um chaveiro para que ele mude a fechadura da porta de sua casa e não deve dar uma cópia da chave para seu marido. Você precisa mandá-lo cuidar da própria vida e sair da sua. Valorize-se, exija respeito desse homem para que você possa ter uma chance de, quem sabe um dia, vê-lo tomar vergonha na cara.

CRISTIANE – Seus filhos também estão vendo essa situação em casa. Estão aprendendo isso. Sabe o que acontece com muitos filhos quando crescem em famílias em que há traição e quando a mãe aceita muita coisa do marido?

As filhas falam que nunca vão se casar e começam a generalizar, passam a considerar que, se o pai é capaz de ter traído a mãe, então todos os outros homens farão o mesmo com elas. Já os filhos homens pensam que é dessa forma que poderão se relacionar com as mulheres, ou seja, que podem ter duas, três, quatro amantes. Pense nos seus filhos, Katia, pois eles estão vendo e pagando pelos erros de vocês.

Eles vão sofrer as consequências dos erros que você está cometendo. Claro que seu marido está super errado, pois ele é um cafajeste, mas você está errada também.

RENATO – Você talvez esteja pensando que será complicado se tiver que se separar dele, por causa da sua reputação. Mas você não tem que se divorciar agora. Tem que cortar toda a mordomia que você está dando a ele e que o habilita a continuar fazendo o que faz com você.

Separe, deixe bem claro para ele que você não quer vê-lo na sua casa, não tenha mais contato com ele enquanto ele mantiver essa atitude cafajeste que está tendo agora. Corte o contato e veja se ele muda depois dessa separação por um tempo. Agora, você precisa esquecer essa sua reputação que acredita que tenha externamente e defender a interna.

Você perdeu seu respeito próprio, o dos seus filhos, de quem conhece você dentro de casa e dos que lhe respeitam ainda. Isso tudo é fachada. Você acha que está casada com esse homem, mas de que vale o respeito por esse casamento? Você não deve ter respeito por algo que não existe. Assuma essa situação, tome coragem, porque você não pode continuar habilitando esse comportamento do seu marido.

CRISTIANE – Você teve coragem de fazer escândalo quando o flagrou lhe traindo, mas não tem coragem de fazer o que é certo. Por exemplo, você foi lá na empresa em que ele e a amante trabalhavam, fez barraco e chegou até a dar uma surra nele. Se você tem coragem de fazer certas coisas absurdas, então precisa ter coragem também de fazer o que é certo, que é o que estamos orientando que você faça.


  • Kaline Tascin / Foto: Getty Images 


reportar erro