Rede aleluia
“Meu marido deu em cima da minha irmã e agora?”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 22 de Dezembro de 2019 - 00:05


“Meu marido deu em cima da minha irmã e agora?”

“Meu marido deu em cima da minha irmã e agora?”

Rosilene é casada e tem uma filha. Ela relata nesta edição da Escola do Amor Responde que sua irmã lhe contou que seu marido a paquerou. Ela não sabe o que fazer e pede ajuda. Os professores Renato e Cristiane Cardoso a aconselham para que ela tome a melhor decisão.

ROSILENE – Tenho 21 anos, sou casada há cinco e tenho uma filha de três anos. Minha irmã acusou meu marido de ter dado em cima dela, mas ele jura que não fez isso, inclusive a desmentiu na frente dela. Eu tive uma conversa a sós com ele e ele reafirmou que não teve essa atitude. Conversei com minha irmã novamente, que continuou dizendo que ele a paquerou. O que faço diante dessa situação? Me separo ou o perdoo?

RENATO – Sua última pergunta nos leva a crer que você acredita na sua irmã.

CRISTIANE – Eu acreditaria na minha irmã, porque não teria sentido ela inventar isso. Só se ela fosse mau-caráter mentiria. Uma mulher não precisa fazer uma acusação dessas. Afinal, é humilhante ela falar para outra que o marido dela a paquerou. Você não faria isso com uma amiga, muito menos com uma irmã. Você não se sentiria bem. Então, para que a sua irmã falasse isso, é porque realmente aconteceu. O que você deve fazer nessa situação? Se o seu marido, além de ter feito isso, não reconhece a atitude, é porque a situação está difícil mesmo. Ele poderia dizer que fez, ou seja, admitir.

RENATO – Ele pode estar assustado e com vergonha. Talvez ele não esperava que sua irmã fosse contar para você ou pensou que ela cederia à sedução dele. Pode ser que ele esteja assustado porque sabe que a consequência dessa atitude é o fim do casamento. Você tem que pesar a situação, pois nós não sabemos o histórico de vocês. Contudo nosso conselho é que você pense no seu objetivo: o que você quer depois de toda essa situação? Acredito que você zele pelo relacionamento com a sua irmã e também quer que seu marido mude. Então, tome isso como uma advertência muito séria e faça com que ele saiba que, se gerar algum tipo de desconfiança novamente, pode perder você e a família. Se esse for o seu objetivo, você deve aproveitar essa situação e colocá-lo no lugar dele. Diga a ele que não tem provas da atitude dele, mas que se ela for confimada ou se ele repeti-la, será o fim do casamento. Diga ainda que, se ele deseja salvar o casamento de vocês, precisa ficar atento a vocês dois e, se estiverem falhando na relação, os dois trabalharão juntos para corrigir os erros. Mas enfatize que não vai aceitar uma traição da parte dele. Você deve dar esse susto nele e observar qual será a reação dele. Se ele estiver realmente preocupado em salvar o casamento, vai agarrar essa chance. Mas, se ele for sem vergonha, vai lhe agradecer por ter deixado passar e lá na frente vai voltar a agir da mesma maneira.

CRISTIANE – Você deve lutar espiritualmente pelo seu marido. Isso é uma falha de caráter dele. Você sempre vai ficar desconfiada até que ele tenha um novo caráter. Você sabe que tem pessoas que não acreditam na mudança das outras, que exista chance de que mudem. Muitas dizem que uma pessoa mau-caráter vai ser sempre assim. Nós discordamos porque já vimos muitas pessoas mudarem por meio da Fé. Nunca vi ninguém mudar por si mesma. As pessoas podem até tentar, mas não conseguem, porque aquela conduta está na natureza delas, mas a Fé vai além da natureza. Por isso estou falando para você lutar pelo seu marido. Isso é uma falha de caráter e não dá para ter um relacionamento com ele dessa forma, porque você não pode esperar fidelidade ou justiça de uma pessoa que é capaz de qualquer coisa. Você luta espiritualmente por ele, pede a Deus que Ele mude o coração e o caráter do seu marido, que o transforme em um homem de bom caráter. O dia que seu marido mudar, ele vai se conscientizar do que fez e vai confessar a atitude. É possível que ocorra essa mudança, mas é preciso que você lute e manifeste sua Fé. Não adianta você ficar falando para ele o tempo todo o que aconteceu ou lhe dando indiretas. Isso não vai lhe ajudar.


“Meu marido deu em cima da minha irmã e agora?”
  • Kaline Tascin / Foto: Getty images 


reportar erro