Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de janeiro de 2019 - 00:05


Mantendo o ar em ordem

Saiba como tirar proveito do uso do ar-condicionado nos dias com altas temperaturas sem colocar sua saúde em risco

Conforme previu o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC-Inpe), o verão de 2019 está tendo temperaturas acima da média histórica em todo o País. A alta nos termômetros se deve ao fenômeno oceânico El Niño, que provoca aquecimento nas águas do Pacífico Equatorial.

O fato é que os brasileiros têm sentido os efeitos na pele e, para aplacar o calor, todo artifício tem sido válido: roupas leves, bastante hidratação e ar-condicionado para climatizar o ambiente.

Apesar do frescor do aparelho ser percebido imediatamente, o uso dele também pode causar algumas queixas corriqueiras, como coceira no nariz, garganta seca e tosse, por exemplo.

Esses desconfortos respiratórios acontecem por que o nariz tende a “fechar” quando o ambiente está mais frio, exatamente para fazer com que o ar passe mais devagar e chegue aos pulmões nas condições ideais, como explica o doutor Pedro Giavina Bianchi, editor da revista da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai) e professor associado da Universidade de São Paulo (USP). “O nariz tem a função de filtrar o ar, ou seja, retirar as impurezas, aquecê-lo e umidificá-lo para que chegue de maneira adequada aos pulmões. Com o uso do ar-condicionado, no entanto, ele tende a trabalhar mais, porque o aparelho faz o contrário do que ele precisa fazer.” Ele também comenta que por esse motivo pessoas com rinite alérgica percebem que o órgão fica obstruído.

Dois lados da moeda
Alergias respiratórias como rinite e asma costumam ser frequentes nessa época, mas o vilão não é o uso do equipamento, mas a falta de manutenção dele. O professor explica que o aparelho espalha no ar as substâncias que estão nele quando não é higienizado adequadamente. “A má manutenção pode contaminá-lo com a poeira da casa, fungos, ácaros, pelos e restos de animais, insetos como baratas, etc.”

Essa contaminação pode ainda gerar problemas mais graves, como pneumonite (inflamação que acomete o pulmão, neste caso, induzida por fungos) e também surto de pneumonia causada pela bactéria Legionella.

Dessa forma, só há benefícios quando ele é higienizado corretamente. “O ar-condicionado pode beneficiar o ambiente ao resfriá-lo e conter a umidade e, dessa forma, deixando-o menos propenso à proliferação de ácaros e fungos.”

Cuidados
A Lei 13.589/2018 tornou obrigatória a manutenção periódica dos aparelhos em prédios públicos e privados. Essa higienização é variável (confira abaixo nas dicas dos especialistas da empresa de filtros industriais Airlink).
Segundo a legislação, a manutenção deve ocorrer tanto em espaços de uso coletivo como também em residências e automóveis. Quem não faz uso de ar-condicionado mas utiliza ventiladores também deve limpá-lo com pano úmido e detergente sempre que estiverem sujos.


  • Flavia Francellino / Foto: Fotolia 


reportar erro