Rede aleluia

Notícias | 21 de outubro de 2018 - 11:34


Manifestantes pró-Haddad ameaçam e vandalizam Universal em São Paulo

O ataque aconteceu por volta das 19h, quando uma manifestação seguia em direção à Praça da Sé, na região central

Na noite deste último sábado, dia 20 de outubro, a sede da Igreja Universal da Bela Vista, situada na Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, 1.401, na capital paulista, foi alvo de uma manifestação de um grupo esquerdista, durante uma passeata. A concentração começou no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista e lotou os dois sentidos da via.
O ataque à Universal aconteceu por volta das 19h, quando o ato seguia em direção à Praça da Sé, na região central, e durou cerca de uma hora. Militantes de diversos partidos políticos, entre eles PSOL e PT, mostravam-se revoltados contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e, também, contra a Igreja Universal.
Durante toda a mobilização, além das pichações nos muros da Igreja, os militantes proferiram, em voz alta, palavras de baixo calão contra o Bispo Edir Macedo.
Segundo o Pastor Amenon Trento, responsável pelo templo, todos estavam em horário de reunião quando foram surpreendidos pelas palavras preconceituosas e caluniosas que falavam sobre a Igreja e o Bispo Macedo.
“Se exaltaram e subiram na grade da Igreja. Passaram a pichar os muros, de forma que tivemos que tomar providências rapidamente e fechar as portas para que as pessoas que participavam do culto não fossem prejudicadas ainda mais, pois já haviam sofrido abalo psicológico”, explica o Pastor, ressaltando que a preocupação maior do povo presente na reunião era que o grupo entrasse no templo e agredisse quem lá estava.
Pessoas do lado de fora, que chegavam para a reunião, também se assustaram. “Eu me senti indignado, pois sempre pregamos o amor de Deus, não a violência”, desabafou o Pastor.
Confira no vídeo abaixo quando um dos manifestantes profere palavras de ódio contra o Bispo Macedo e contra a Universal:

Em outra ocasião
A Universal é contra qualquer manifestação de violência. No entanto, essa não é a primeira vez que acontece um atentado expondo ódio contra a Igreja. Recentemente, um grupo de 12 militantes do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) atacou a sede da Universal em Fortaleza (CE). Na ocasião, os ativistas – com paus e pedras nas mãos – entraram em confronto com os vigilantes que trabalhavam no local. Um dos agentes foi ferido no braço pelo grupo e levado ao hospital. Saiba como foi, clicando aqui.


  • Redação / Fotos: Cedidas pela Universal da Bela Vista, na capital paulista 


reportar erro