Rede aleluia
Mais uma vez, Globo ataca a Universal para tentar atingir o prefeito do Rio
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de setembro de 2020 - 10:31


Mais uma vez, Globo ataca a Universal para tentar atingir o prefeito do Rio

Documento divulgado pela emissora só pode ter sido obtido de modo criminoso. Justiça será acionada.

Mais uma vez, Globo ataca a Universal para tentar atingir o prefeito do Rio

A Igreja Universal do Reino de Deus é vítima de mais um vazamento criminoso de dados que deveriam estar resguardados pelo sigilo.

Em um novo ataque, o Grupo Globo divulgou informações mentirosas e fez especulações difamantes contra a Universal.

A Igreja não tem como comentar a respeito do conteúdo de um documento ao qual não teve acesso, e sequer se sabe de onde foi extraído ou por quais meios foi obtido pelo Grupo Globo. Certamente, foram meios ilegais, pois são informações protegidas pela lei.

Toda a movimentação financeira da Universal é completamente lícita e declarada aos órgãos competentes. Com décadas de investigações, acusações e julgamentos inocentando a Universal sucessivamente, a Justiça e o fisco do Brasil atestam a idoneidade da Igreja.

Repetimos que não há qualquer relação financeira da Igreja com Marcelo Crivella e seus familiares, com a Prefeitura do Rio de Janeiro ou com qualquer ente público ou político-partidário.

O Grupo Globo, os veículos de comunicação que vierem a fazer coro com as mentiras e as autoridades que cometem este novo crime contra a Universal e seus sete milhões de fiéis no país, serão chamados a se retratar no Judiciário.

UNIcom — Departamento de Comunicação Social e de Relações Institucionais da Universal


Mais uma vez, Globo ataca a Universal para tentar atingir o prefeito do Rio
  • Unicom  


reportar erro