Rede aleluia
Mais policiais morrem por suicídio do que durante confronto nas ruas
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 7 de novembro de 2019 - 13:00


Mais policiais morrem por suicídio do que durante confronto nas ruas

Conheça a história de Sidney, que – sofrendo com depressão - quase fez parte desta estatística

Mais policiais morrem por suicídio do que durante confronto nas ruas

O trabalho de um policial é extremamente estressante e arriscado. O serviço pode afetar de forma negativa não só o corpo, mas também a sua mente. De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) o número de policiais que cometeram suicídio no Brasil em 2018 chegou a 104.

A quantidade é maior do que o número dos que morreram em decorrência de confronto nas ruas (87), enquanto estavam em serviço.

Por pouco o policial militar Sidney Vieira da Silva não fez parte desta estatística. Logo no início de sua carreira, foi ameaçado de morte, o que o fez desenvolver uma profunda depressão.

“Esse problema chegou a afetar o meu casamento, pois não conseguia, sequer, me abrir com a minha esposa. Vivia preocupado, tenso, tinha dificuldade de dormir. Mesmo armado, não me sentia seguro”, conta.

Os conflitos e o medo da morte martelavam constantemente em sua cabeça. Ele chegou a cogitar a possibilidade de cometer suicídio para encontrar o alívio para sua alma.

Ponto de decisão

Ele já conhecia a Universal, mas era um mero frequentador. Na maioria das vezes ia só para agradar a esposa, que já era membro da igreja. Mas o momento de desespero o fez ver no altar a solução para seus conflitos.

Veja no vídeo abaixo o depoimento completo de Sidney:

Se deseja a mesma paz de espírito proporcionada por Deus, a mesma que Sidney buscou e encontrou, participe das reuniões que acontecem diariamente na Universal.

Especialmente, às sextas-feiras acontece a Sessão do Descarrego, às 10h, 12h, 15h e 20h, no Templo de Salomão, em São Paulo ou em uma Universal mais próxima de sua casa.


Mais policiais morrem por suicídio do que durante confronto nas ruas
  • Rafaella Rizzo / Fotos: Getty Images - Reprodução 


reportar erro