Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 22 de janeiro de 2017 - 00:30


Leia a Bíblia em 1 ano – 22º dia

Gênesis 23, Mateus 22 e Neemias 12

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento…” Oséias 4.6

Conhecer a Bíblia é muito importante para todos nós, especialmente nos momentos mais difíceis de nossas vidas, pois Deus fala conosco por meio de Sua Palavra. O Espírito Santo nos conduz, nos orienta, e quando passamos por tribulações, Ele nos faz lembrar do que está escrito na Bíblia, de uma Palavra de Deus que nos conforte. Mas só nos lembraremos se tivermos conhecimento Dela.

Por isso, elaboramos um plano para que você leia a Bíblia em 1 ano. Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã. Você verá o quanto isso transformará a sua vida.

Se você já está nesse propósito, acompanhe a leitura de hoje:

Gênesis 23

1. E foi a vida de Sara cento e vinte e sete anos; estes foram os anos da vida de Sara.

2. E morreu Sara em Quiriate-Arba, que é Hebrom, na terra de Canaã; e veio Abraão lamentar Sara e chorar por ela.

3. Depois se levantou Abraão de diante de sua morta, e falou aos filhos de Hete, dizendo:

4. Estrangeiro e peregrino sou entre vós; dai-me possessão de sepultura convosco, para que eu sepulte a minha morta de diante da minha face.

5. E responderam os filhos de Hete a Abraão, dizendo-lhe:

6. Ouve-nos, meu senhor; príncipe poderoso és no meio de nós; enterra a tua morta na mais escolhida de nossas sepulturas; nenhum de nós te vedará a sua sepultura, para enterrar a tua morta.

7. Então se levantou Abraão, inclinou-se diante do povo da terra, diante dos filhos de Hete,

8. E falou com eles, dizendo: Se é de vossa vontade que eu sepulte a minha morta de diante de minha face, ouvi-me e falai por mim a Efrom, filho de Zoar,

9. Que ele me dê a cova de Macpela, que ele tem no fim do seu campo; que ma dê pelo devido preço em herança de sepulcro no meio de vós.

10. Ora Efrom habitava no meio dos filhos de Hete; e respondeu Efrom, heteu, a Abraão, aos ouvidos dos filhos de Hete, de todos os que entravam pela porta da sua cidade, dizendo:

11. Não, meu senhor, ouve-me: O campo te dou, também te dou a cova que nele está, diante dos olhos dos filhos do meu povo ta dou; sepulta a tua morta.

12. Então Abraão se inclinou diante da face do povo da terra,

13. E falou a Efrom, aos ouvidos do povo da terra, dizendo: Mas se tu estás por isto, ouve-me, peço-te. O preço do c a mp o o darei; toma-o de mim e sepultarei ali a minha morta.

14. E respondeu Efrom a Abraão, dizendolhe:

15. Meu senhor, ouve-me, a terra é de quatrocentos siclos de prata; que é isto entre mim e ti? Sepulta a tua morta.

16. E Abraão deu ouvidos a Efrom, e Abraão pesou a Efrom a prata de que tinha falado aos ouvidos dos filhos de Hete, quatrocentos siclos de prata, corrente entre mercadores.

17. Assim o campo de Efrom, que estava em Macpela, em frente de Manre, o campo e a cova que nele estava, e todo o arvoredo que no campo havia, que estava em todo o seu contorno ao redor,

18. Se confirmou a Abraão em possessão diante dos olhos dos filhos de Hete, de todos os que entravam pela porta da cidade.

19. E depois sepultou Abraão a Sara sua mulher na cova do campo de acpela, em frente de Manre, que é Hebrom, na terra de Canaã.

20. Assim o campo e a cova que nele estava foram confirmados a Abraão, pelos filhos de Hete, em possessão de sepultura.

Mateus 22

1. Então Jesus, tomando a palavra, tornou a falar-lhes em parábolas, dizendo:

2. O reino dos céus é semelhante a um certo rei que celebrou as bodas de seu filho;

3. E enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas, e estes não quiseram vir.

4. Depois, enviou outros servos, dizendo: Dizei aos convidados: Eis que tenho o meu jantar preparado, os meus bois e cevados mortos, e tudo pronto; vinde às bodas.

5. Eles, porém, não fazendo caso, foram, um para o seu campo, outro para o seu negócio;

6. E os outros, apoderando-se dos servos, os ultrajaram e mataram.

7. E o rei, tendo notícia disto, encolerizou-se e, enviando os seus exércitos, destruiu aqueles homicidas, e incendiou a sua cidade.

8. Então diz aos servos: As bodas, na verdade, estão preparadas, mas os convidados não eram dignos.

9. Ide, pois, às saídas dos caminhos, e convidai para as bodas a todos os que encontrardes.

10. E os servos, saindo pelos caminhos, ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e a festa nupcial foi cheia de convidados.

11. E o rei, entrando para ver os convidados, viu ali um homem que não estava trajado com veste de núpcias.

12. E disse-lhe: Amigo, como entraste aqui, não tendo veste nupcial? E ele emudeceu.

13. Disse, então, o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.

14. Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.

15. Então, retirando-se os fariseus, consultaram entre si como o surpreenderiam nalguma palavra;

16. E enviaram-lhe os seus discípulos, com os herodianos, dizendo: Mestre, bem sabemos que és verdadeiro, e ensinas o caminho de Deus segundo a verdade, e de ninguém se te dá, porque não olhas a aparência dos homens.

17. Dize-nos, pois, que te parece? É lícito pagar o tributo a César, ou não?

18. Jesus, porém, conhecendo a sua malícia, disse: Por que me experimentais, hipócritas?

19. Mostrai-me a moeda do tributo. E eles lhe apresentaram um dinheiro.

20. E ele diz-lhes: De quem é esta efígie e esta inscrição?

21. Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.

22. E eles, ouvindo isto, maravilharam-se, e, deixando-o, se retiraram.

23. No mesmo dia chegaram junto dele os saduceus, que dizem não haver ressurreição, e o interrogaram,

24. Dizendo: Mestre, Moisés disse: Se morrer alguém, não tendo filhos, casará o seu irmão com a mulher dele, e suscitará descendência a seu irmão.

25. Ora, houve entre nós sete irmãos; e o primeiro, tendo casado, morreu e, não tendo descendência, deixou sua mulher a seu irmão.

26. Da mesma sorte o segundo, e o terceiro, até ao sétimo;

27. Por fim, depois de todos, morreu também a mulher.

28. Portanto, na ressurreição, de qual dos sete será a mulher, visto que todos a possuíram?

29. Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.

30. Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no céu.

31. E, acerca da ressurreição dos mortos, não tendes lido o que Deus vos declarou, dizendo:

32. Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos.

33. E, as turbas, ouvindo isto, ficaram maravilhadas da sua doutrina.

34. E os fariseus, ouvindo que ele fizera emudecer os saduceus, reuniram-se no mesmo lugar.

35. E um deles, doutor da lei, interrogou-o para o experimentar, dizendo:

36. Mestre, qual é o grande mandamento na lei?

37. E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.

38. Este é o primeiro e grande mandamento.

39. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

40. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.

41. E, estando reunidos os fariseus, interrogou-os Jesus,

42. Dizendo: Que pensais vós do Cristo? De quem é filho? Eles disseram-lhe: De Davi.

43. Disse-lhes ele: Como é então que Davi, em espírito, lhe chama Senhor, dizendo:

44. Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, Até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés?

45. Se Davi, pois, lhe chama Senhor, como é seu filho?

46. E ninguém podia responder-lhe uma palavra; nem desde aquele dia ousou mais alguém interrogá-lo.

Neemias 12

1. E s t e s são sacerdotes e levitas que subiram com Zorobabel, filho de Sealtiel, e com Jesuá: Seraías, Jeremias, Esdras,

2. Amarias, Maluque, Hatus,

3. Secanias, Reum, Meremote,

4. Ido, Ginetoi, Abias,

5. Miamim, Maadias, Bilga,

6. Semaías, Joiaribe, Jedaías,

7. Salu, Amoque, Hilquias, Jedaías; estes foram os chefes dos sacerdotes e de seus irmãos, nos dias de Jesuá.

8. E os levitas: Jesuá, Binui, Cadmiel, Serebias, Judá, Matanias; este e seus irmãos dirigiam os louvores.

9. E Bacbuquias e Uni, seus irmãos, estavam defronte deles, nas guardas.

10. E Jesuá gerou a Joiaquim, e Joiaquim gerou a Eliasibe, e Eliasibe gerou a Joiada,

11. E Joiada gerou a Jônatas, e Jônatas gerou a Jadua.

12. E nos dias de Joiaquim foram sacerdotes, chefes dos pais: de Seraías, Meraías; de Jeremias, Hananias;

13. De Esdras, Mesulão; de Amarias, Joanã;

14. De Maluqui, Jônatas; de Sebanias, José;

15. De Harim, Adna; de Meraiote, Helcai;

16. De Ido, Zacarias; de Ginetom, Mesulão.

17. De Abias, Zicri; de Miamim e de Moadias, Piltai;

18. De Bilga, Samua; de Semaías, Jônatas;

19. E de Joiaribe, Matenai; de Jedaías, Uzi;

20. De Salai, Calai; de Amoque, Éber;

21. De Hilquias, Hasabias; de Jedaías, Natanael.

22. Dos levitas, nos dias de Eliasibe, foram inscritos como chefes de pais, Joiada, Joanã e Jadua; como também os sacerdotes, até ao reinado de Dario, o persa.

23. Os filhos de Levi foram inscritos, como chefes de pais, no livro das crônicas, até aos dias de Joanã, filho de Eliasibe.

24. Foram, pois, os chefes dos levitas: Hasabias, Serabias, e Jesuá, filho de Cadmiel; e seus irmãos estavam defronte deles, para louvarem e darem graças, segundo o mandado de Davi, homem de Deus; guarda contra guarda.

25. Matanias, Bacbuquias, Obadias, Mesulão, Talmom e Acube, eram porteiros, que faziam a guarda às tesourarias das portas.

26. Estes viveram nos dias de Jeoiaquim, filho de Jesuá, o filho de Jozadaque; como também nos dias de Neemias, o governador, e do sacerdote Esdras, o escriba.

27. E na dedicação dos muros de Jerusalém buscaram os levitas de todos os seus lugares, para trazê-los, a fim de fazerem a dedicação com alegria, com louvores e com canto, saltérios, címbalos e com harpas.

28. E assim ajuntaram os filhos dos cantores, tanto da campina dos arredores de Jerusalém, como das aldeias de Netofati;

29. Como também da casa de Gilgal, e dos campos de Geba, e Azmavete; porque os cantores edificaram para si aldeias nos arredores de Jerusalém.

30. E purificaram-se os sacerdotes e os levitas; e logo purificaram o povo, as portas e o muro.

31. Então fiz subir os príncipes de Judá sobre o muro, e ordenei dois grandes coros em procissão, um à mão direita sobre o muro do lado da porta do monturo.

32. E após ele ia Hosaías, e a metade dos príncipes de Judá.

33. E Azarias, Esdras e Mesulão,

34. Judá, Benjamim, Semaías e Jeremias.

35. E dos filhos dos sacerdotes, com trombetas: Zacarias, filho de Jônatas, filho de Semaías, filho de Matanias, filho de Micaías, filho de Zacur, filho de Asafe.

36. E seus irmãos, Semaías, e Azareel, Milalai, Gilalai, Maai, Natanael, Judá e Hanani, com os instrumentos musicais de Davi, homem de Deus; e Esdras, o escriba, ia adiante deles.

37. Indo assim para a porta da fonte, defronte deles, subiram as escadas da cidade de Davi, onde começa a subida do muro, desde cima da casa de Davi, até à porta das águas, do lado do oriente.

38. E o segundo coro ia em frente, e eu após ele; e a metade do povo ia sobre o muro, desde a torre dos fornos, até à muralha larga;

39. E desde a porta de Efraim, passaram por cima da porta velha, e da porta do peixe, e pela torre de Hananeel e a torre de Meá, até à porta das ovelhas; e pararam à porta da prisão.

40. Então ambos os coros pararam na casa de Deus; como também eu, e a metade dos magistrados comigo.

41. E os sacerdotes Eliaquim, Maaséias, Miniamim, Micaías, Elioenai, Zacarias e Hananias, com trombetas.

42. Como também, Maaséias, Semaías, Eleazar, Uzi, Joanã, Malquias, Elão e Ezer; e faziam-se ouvir os cantores, juntamente com Jezraías, o seu superintendente.

43. E ofereceram, no mesmo dia, grandes sacrifícios e se alegraram; porque Deus os alegrara com grande alegria; e até as mulheres e os meninos se alegraram, de modo que a alegria de Jerusalém se ouviu até de longe.

44. Também no mesmo dia se nomearam homens sobre as câmaras, dos tesouros, das ofertas alçadas, das primícias, dos dízimos, para ajuntarem nelas, dos campos das cidades, as partes da lei para os sacerdotes e para os levitas; porque Judá estava alegre por causa dos sacerdotes e dos levitas que assistiam ali.

45. E observava os preceitos do seu Deus, e os da purificação; como também os cantores e porteiros, conforme ao mandado de Davi e de seu filho Salomão.

46. Porque já nos dias de Davi e Asafe, desde a antiguidade, havia chefes dos cantores, e dos cânticos de louvores e de ação de graças a Deus.

47. Por isso todo o Israel, nos dias de Zorobabel e nos dias de Neemias, dava aos cantores e aos porteiros as porções de cada dia; e santificavam as porções aos levitas, e os levitas as santificavam aos filhos de Arão.

O que você aprendeu com a leitura de hoje? Deixe o seu comentário.

E não desanime. Continue firme para ler a Bíblia em 1 ano, aqui no Universal.org.

Acompanhe a leitura do 21º dia clicando aqui.

Acompanhe a leitura do 23º dia clicando aqui.

Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã.


  • Da Redação 


reportar erro