Rede aleluia

Notícias | 23 de agosto de 2018 - 00:05


Integrantes do BOPE visitam o Centro Cultural Jerusalém

Além de conhecerem sobre a história de Israel, eles também receberam uma oração. Saiba mais

No dia 14 de agosto último, policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e seus familiares visitaram o Centro Cultural Jerusalém (CCJ), no Rio de Janeiro. Durante a visita, os 33 policiais do BOPE e mais 10 policiais de outros batalhões participaram de uma palestra e conheceram a história de Israel e de seu exército.
O Bispo Enio Correa, responsável pelo trabalho da Universal nas Forças Policiais (UFP) no Rio de Janeiro, entregou nas mãos do subcomandante do BOPE, Major Marcelo de Castro Corbage, um quadro de homenagem e reconhecimento pela importância do batalhão.
“Os próprios policiais relataram que essa ajuda espiritual e social é muito importante. O subcomandante do BOPE, Major Corbage, afirmou que agora entende que o policial, além de ter um bom preparo físico, técnico e psicológico também precisa de apoio e preparo espiritual”, descreveu o Bispo Enio.
Na oportunidade, o Bispo Jadson Santos, responsável pelo trabalho da Universal no estado, ministrou uma Palavra de fé e realizou uma oração pelos presentes. Todos os oficiais receberam um exemplar do livro “Nada a Perder” do Bispo Edir Macedo, e suas respectivas esposas foram presenteadas com o livro Casamento Blindado 2.0.

Na mesma data, os voluntários da Universal nas Forças Policiais (UFP) foram convidados pelo Tenente Coronel Daniel Pires Aleixo a comparecer ao Batalhão de Choque do estado de Goiás.
Na oportunidade, cerca de 80 alunos do 15º Curso de Operações de Choque (COC) receberam uma palavra de fé e também participaram de uma oração especial.
O trabalho do UFP
Desde 2017, voluntários da Universal realizam um trabalho de evangelização com os policiais. Recentemente, foi criado o grupo Universal nas Forças Policiais (UFP) para prestar apoio espiritual e social a eles, que estão sujeitos a um conjunto de adversidades, sejam elas de origem física, psicológica e, principalmente, espiritual.
O grupo tem o objetivo de atender membros das forças de segurança do País. Palestras preventivas sobre corrupção, ética, drogas, estrutura familiar, casamento e educação dos filhos são realizadas nos prédios administrativos, quartéis, batalhões, delegacias e presídios. Também são promovidos cultos e atendimentos pastorais.
Para saber mais sobre o trabalho do UFP, acesse a página oficial do grupo no Facebook. Clique aqui.


  • Sabrina Marques / Fotos: Cedidas 



reportar erro