Rede aleluia

Notícias | 25 de março de 2018 - 03:05


Indícios da existência do profeta Isaías

Arqueólogos encontram, em Jerusalém, selo supostamente feito por ele

Apesar dos registros das Sagradas Escrituras, não havia, até hoje, provas arqueológicas que comprovassem a existência do profeta Isaías. Entretanto, um artigo publicado na revista Biblical Archaeology Review Magazine mostrou que uma peça de argila, do século VIII a.C., pode conter a assinatura do profeta.

A pesquisadora Eilat Mazar, do Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém, disse à publicação que a probabilidade de o artefato ser de Isaías é grande. “Aparentemente, nós descobrimos a impressão de um selo que deve ter pertencido ao profeta Isaías, em uma escavação científica, arqueológica. Nós encontramos a marca que deve ter sido feita pelo próprio profeta a apenas três metros de onde havíamos descoberto uma impressão de selo do rei Ezequias de Judá.”

O profeta é um dos maiores personagens bíblicos, com um livro próprio no Antigo Testamento e também citações no Novo Testamento.

Quem foi?

A palavra Isaías, em hebraico Yesha’yahu, significa “o Senhor salva”. Segundo as Escrituras, ele foi um dos grandes homens de Israel e muito conhecido por suas profecias a respeito do Messias e da destruição e reconstrução de Jerusalém. Isaías viveu no reino de Judá entre os séculos VIII e VII a.C., durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, e teve participação na defesa de Jerusalém contra o cerco do rei assírio Senaqueribe.

A peça de argila encontrada possui escrita hebraica antiga com menção ao nome Yesha’yahu, seguido pelas letras “NVY”. Apesar de o selo estar danificado no final da palavra “NVY”, a pesquisadora afirma que não há dúvidas de que se trata da assinatura de Isaías. “Não sabemos se originalmente ela terminava com a letra hebraica “aleph”, o que resultaria na palavra em hebraico para “profeta” e a identificaria, de forma definitiva, como uma assinatura do profeta Isaías. A falta desta última letra, entretanto, deixa em aberto a confirmação. O nome de Isaías, entretanto, está claro”, conclui a pesquisadora.

De qualquer forma, o contexto arqueológico em que o selo foi encontrado reforça ainda mais essa possibilidade.


  • Por Ana Carolina Cury/ Fotos: Fotolia e Reprodução  


reportar erro