Rede aleluia
Imagens desmentem vídeo que acusa vigilantes de Catedral da Universal de agressão a morador de rua
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de Novembro de 2019 - 17:48


Imagens desmentem vídeo que acusa vigilantes de Catedral da Universal de agressão a morador de rua

Visivelmente alterado e violento, homem atacou portões e pichou muro de templo em Aracaju (SE)

Imagens desmentem vídeo que acusa vigilantes de Catedral da Universal de agressão a morador de rua

Surgiu em Aracaju (SE) a mais nova fake news (notícia falsa, em inglês), contra a Igreja Universal do Reino de Deus. Um vídeo espalhado nas redes sociais acusa vigilantes que prestam serviço na Catedral da Universal da capital sergipana, de agressão a um morador de rua “só porque ele estava encostado” no muro do templo.

É mentira. Esse vídeo e outros disponíveis mostram que, na verdade, os vigilantes que atuam no local, na manhã do dia 17/11, agiram com respeito e profissionalismo em reação a uma pessoa de comportamento visivelmente alterado e violento. Ele investiu contra os portões de entrada  e pichou um muro da Catedral da Universal de Sergipe. Confira:

Os vigias, então, exigiram que o vândalo limpasse com água a área que havia danificado e que se retirasse. Veja o vídeo a seguir:

As imagens foram maldosamente manipuladas e ganharam grande repercussão nas redes sociais. Teve até o oportunismo de um político de Sergipe, que embarcou no boato e tentou se promover espalhando uma mensagem com a afirmação de que o morador de rua teria sido “humilhado” pela Universal.

A Universal não ataca e humilha moradores rua ou viciados em drogas — como, aparentemente, é o caso do homem que investiu contra a Catedral –, mas os acolhe e auxilia, como nenhuma outra instituição pública ou privada faz.

Apenas em 2018, os 25.296 voluntários do programa social mantido pela Universal “Anjos da Madrugada” ajudaram 1.114.684 homens e mulheres em situação de rua, oferecendo alimento, roupas e cobertores, além de serviços de saúde, cidadania e assistência social e jurídica.

Já o programa social Vício Tem Cura ajuda usuários de drogas com reuniões abertas e encontros individuais, em todo o Brasil e em mais de 60 países. Uma equipe de especialistas faz acompanhamento dos viciados em tratamento e de seus familiares.

Cerca de 9 mil voluntários atenderam 2.213.300 dependentes e codependentes, no ano passado.

A Universal tomará as medidas judiciais cabíveis contra os responsáveis por criar e espalhar mais essa fake news que busca apenas aumentar o ódio religioso.

UNIcom – Departamento de Comunicação Social e de Relações Institucionais da Universal

 


reportar erro