Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 27 de fevereiro de 2019 - 14:00


Igreja Católica está envolvida na corrupção, afirma Sérgio Cabral

O criminoso denunciou a participação da Igreja nos esquemas de propina

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral afirmou, em depoimento, que a alta cúpula da Igreja Católica estava envolvida nos esquemas de corrupção durante seus mandatos.

Embora a Justiça não tenha solicitado o testemunho, o detento se voluntariou a prestar esclarecimentos. O testemunho foi dado ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. Durante o depoimento, Sérgio Cabral relatou:

“Eu não tenho dúvida de que deve ter havido esquema de propina com a OS [Organização Social] da Igreja Católica, da Pró-Saúde. Eu não tenho dúvida. O Dom Orani devia ter interesse nisso. Com todo respeito ao Dom Orani, mas ele tinha interesse nisso. Tinha o Dom Paulo, que era padre, e tinha interesse nisso. E o Sérgio Côrtes nomeou a pessoa que era o gestor do Hospital São Francisco. Essa Pró-Saúde certamente tinha esquema de recursos que envolvia religiosos. Não tenho a menor dúvida.”

Dom Orani Tempesta é um dos homens mais poderosos na Igreja Católica do Rio de Janeiro.

Assista à reportagem abaixo e saiba tudo o que Sérgio Cabral disse:


  • Andre Batista / Imagem: iStock 


reportar erro