Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 27 de fevereiro de 2019 - 13:24


Guardiões da Estrada: grupo alcançou mais de 6,5 mil pessoas só em janeiro

Voluntários atuaram em todo o Brasil. Veja como foi

A vida de um motorista de caminhão não é fácil, ainda mais para aqueles que, por conta da profissão, precisam ficar dias, e até meses, longe de suas famílias. Devido à solidão, muitos acabam enfrentando uma série de problemas, culminando até em depressão.

Criado em setembro do ano passado com o objetivo de prestar assistência social aos profissionais que trabalham dirigindo pelas rodovias em todo o Brasil, o grupo Guardiões da Estrada tem conseguido atingir, a cada dia, mais pessoas dessa área.

Segundo o Bispo Alessandro Paschoall, responsável pelo Grupo EVG em todo o País, os caminhoneiros enfrentam inúmeros desafios para cumprir as metas do trabalho, mas nem sempre recebem o cuidado por parte das empresas e até das famílias. E é neste momento que os voluntários atuam.

“Eles passam por rotinas exaustivas, que podem levar a problemas físicos, emocionais e espirituais. Assim, o grupo tem o papel de promover momentos de conscientização sobre a importância de cuidar da saúde do corpo e da alma. A ministração da Palavra, por meio dos voluntários, fortalece a fé desses trabalhadores e as ações oferecidas contribuem para amenizar as situações difíceis que vivenciam frequentemente”, completou o Bispo.

Primeiro mês deste ano

O grupo tem atuado com essas ações no segundo domingo de cada mês, em todo o Brasil. Apenas em janeiro, mais de 2,4 mil voluntários prestaram apoio a mais de 6,5 mil caminhoneiros. E não apenas eles. Na oportunidade, também levam ajuda a seus familiares, que muitas vezes os acompanham nessa luta diária da profissão.

Na ocasião, todos puderam receber, gratuitamente, serviços de corte de cabelo e manicure. Os voluntários, também, realizaram aferição de pressão e um teste específico de postura. Houve ainda a entrega de kits higiênicos, cestas básicas e distribuição de lanches.

O mais importante

Contudo, o grupo não levou apenas auxílio físico. Mas, sim, o mais importante: atendimento espiritual e um momento da oração com a Palavra de Salvação.

Ao final de cada encontro, foram doadas Bíblias aos caminhoneiros. O momento serviu para ressaltar a importância de conduzir a vida apoiada nos ensinamentos de Deus; e mostrar que tudo pode ser resolvido. Além de ouvir a mensagem, os trabalhadores receberam os ensinamentos necessários de como usar a Palavra para que, por meio da fé, possam superar as adversidades do dia a dia.

Para saber mais sobre as ações que o Guardiões da Estrada promove, clique aqui. Seja também um voluntário. Encontre aqui o endereço de uma igreja mais próxima da sua casa e se informe com um pastor.


  • Débora Picelli / Fotos: Cedidas pelo grupo Guardiões da Estrada 


reportar erro