Rede aleluia

Notícias | 15 de março de 2019 - 15:15


Globo tenta, mas não consegue esconder o bem que a Universal faz

Em link ao vivo do canal, entrevistada expressa gratidão à igreja

Pelo menos 500 famílias paulistas ficaram desabrigadas após as fortes chuvas que atingiram a região do ABC e as Zonas Sul e Leste da cidade de São Paulo. Foram pelo menos 698 chamados atendidos pelo corpo de bombeiros em relação a alagamentos.

Além disso, outras centenas de pessoas perderam todos os seus pertences e alimentos. Milhares de pessoas estão sem comida ou água potável e, infelizmente, o Estado não é rápido o suficiente para suprir a necessidade de todas essas pessoas.

Por isso a Universal se mobilizou imediatamente para auxiliar as vítimas das enchentes. Os grupos de apoio da igreja estão levando alimentos e roupas, além de conforto espiritual.

Diante desse fato, uma reportagem do canal Globo News chamou atenção e se espalhou pelas redes sociais. Nela, o jornalista Renan Fiuza entrevista ao vivo uma senhora que teve a casa alagada e perdeu tudo o que possuía.

Ela afirma: “O pessoal fala mal da Igreja Universal do Reino de Deus, mas é o pessoal da igreja que está me trazendo as coisas.”

Visivelmente desconcertado, o repórter tenta sobrepor as suas palavras às da entrevistada. Ele afirma duas vezes que as doações estão sendo realizadas pelos vizinhos e parentes. Todavia, a vítima da enchente afirma veementemente:

“São doações da Igreja Universal!”.

Fatalidade em Suzano

Outro episódio pode ser citado como exemplo do apoio da Universal à sociedade. Durante a fatalidade em Suzano, voluntários estiveram no local prestando auxílio. O que foi registrado pela própria Globo, como é possível notar na imagem reproduzida abaixo:

Desinformação é o carro chefe da Globo

Essa não é a primeira vez que o grupo de comunicação carioca tenta esconder a verdade de seus telespectadores. Na verdade, é rotina o grupo Globo espalhar fake news sobre a Universal.

Um exemplo foram as reportagens afirmando que “a fé evangélica entrou nas escolas do Rio de Janeiro”. A ideia era fazer o leitor acreditar que cultos evangélicos estavam sendo realizados com o aval da prefeitura.

Na verdade, o que houve foram ações sociais como essa que levaram, naquela ocasião, médicos, enfermeiros, cabeleireiros, psicólogos, advogados e dentistas para atender, gratuitamente, cerca de 1.200 pessoas que moram na região da Maré, oferecendo serviços que são inacessíveis aos mais pobres.

Assim, não surpreende a ação do repórter tentando mentir sobre quem estava ajudando às vítimas da enchente. Provavelmente, ele não quis dar destaque ao trabalho social da Universal por orientação de seus superiores.

Mas não importa o quanto a Globo tente esconder ou mentir sobre o trabalho social que a Universal realiza. Nossos grupos continuarão atuando para levar apoio àqueles que mais necessitam. Se você precisa de algum auxílio da Universal – inclusive espiritual – clique aqui agora mesmo e saiba qual a igreja mais próxima de sua casa.


  • Andre Batista / Imagem: Cedidas pelo EVG 


reportar erro