Rede aleluia
Fonte de Gideão: “Hoje tenho o Altar a meu favor”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 27 de maio de 2020 - 23:13


Fonte de Gideão: “Hoje tenho o Altar a meu favor”

Alessandro e Cristina perderam tudo o que tinham, mas quando usaram a fé em Deus, houve uma restauração

Fonte de Gideão: “Hoje tenho o Altar a meu favor”

Infelizmente, o que muitos ouvem por aí são histórias tristes, perdas de bens, famílias destruídas, pessoas que perderam sua dignidade para os vícios e, até mesmo, aqueles que acabaram com a própria vida.

No entanto, cada indivíduo tem o livre arbítrio para mudar o rumo da sua história. Foi o que Alessandro e Cristina fizeram, antes de usar a fé em Deus. Por conta das decisões que tomaram, eles perderam tudo o que conquistaram, a exemplo de carro, apartamento e até mesmo a condição de honrar os compromissos.

“Chegamos a ser despejados da casa [onde morávamos], nossos filhos eram pequenos, minha filha tomava um leite diferenciado e não podíamos, [sequer] comprar”, lamenta, Alessandro.

Foi nesse estado que Alessandro diz ter conhecido o trabalho da Universal. Lá – garante – aprendeu a usar a fé para vencer os problemas. “Vi que estava fazendo tudo errado”, reflete.  Porém, acrescenta: “Hoje, tenho o Altar a meu favor”.

Assista ao vídeo abaixo e entenda o que ele quis dizer com essa afirmação e como está a vida do casal atualmente:
Assista ao vídeo abaixo e saiba como está a vida do casal hoje:

Não deixe de participar das reuniões na Universal que ocorrem no Templo de Salomão ou em uma igreja perto de você (clique aqui e encontre o endereço) pela TV UniversalUniver VídeoRede Aleluia de rádio, pelos canais de televisão 21, CNT e Rede Família, além das redes sociais da Igreja (Facebook Youtube).


Fonte de Gideão: “Hoje tenho o Altar a meu favor”
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro