Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 28 de junho de 2018 - 03:00


Familiares de presos na Angola recebem apoio e são beneficiados por grupo

Centenas de pessoas receberam livros e exemplares da Folha Universal doados pelo UNP. Veja como foi

Milhares de voluntários da Universal no Brasil e no mundo realizam um trabalho de evangelização e acolhimento visitando presídios e levando apoio espiritual aos detentos por meio da Palavra de Deus. Eles também colaboram com a doação de alimentos, kits de higiene, Bíblias, livros e serviços de saúde.

Recentemente, o Pastor Severino Gowto, responsável pelo trabalho do UNP na cidade de Viana, em Angola, e mais 15 voluntários do grupo realizaram um evento e prol dos familiares dos detentos da Cadeia Central de Luanda (CCL), que atualmente comporta mais de 3 mil detentos.

Cerca de 280 famílias foram beneficiadas com atendimentos espiritual, psicológico e doações do jornal Folha Universal, bem como exemplares dos livros Casamento Blindado e Namoro Blindado, além de 120 reclusos que também estavam presentes.

“O trabalho foi imprescindível e pude perceber que a família é o ambiente primário no qual o indivíduo irá iniciar seu processo de desenvolvimento e ressocialização. Esse trabalho é importante, porque as famílias exercem uma grande influência na transferência de valores e condutas”, comentou o Pastor Gowto.

Houve também a participação do responsável pela Seção de Realização Penal, Adriano Carlos Manuel, que na oportunidade agradeceu ao gesto dos voluntários do UNP.

Para mais informações sobre o Universal nos Presídios acesse o perfil oficial do grupo no Facebook, clicando aqui. Para outras informações e saber como se tornar um voluntário no Brasil, na África do Sul ou em outros países, procure a Universal mais perto de sua casa.


  • Por Sabrina Marques / Fotos: Cedidas 


reportar erro