Rede aleluia
“Eu não gosto da Universal”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 17 de Maio de 2022 - 21:53


“Eu não gosto da Universal”

Estas foram as palavras que Debora Evelyn pronunciou ao rejeitar o convite da sua mãe para ir à igreja. Saiba mais

“Eu não gosto da Universal”

“Eu não gosto da Universal”, falou Debora Evelyn, ao rejeitar um convite da mãe para ir até uma Igreja. Mas, assim como muitos que já rejeitaram o mesmo convite, Debora também acabou se rendendo à fé e ao amor do Senhor Jesus.

Situação:

Depressão e traumas: estes eram os principais fatores que levaram a jovem Debora a atentar contra a própria vida.

Ainda na infância, ela sofreu com a rejeição dos pais. Segundo conta, eles não puderam criá-la, por isso, resolveram colocá-la para adoção.

Mas, o pior ainda estava por vir: a jovem sofreu com diversos abusos sexuais.

“Por causa dos abusos e da grande mágoa que guardava dos meus pais [biológicos], eu passei a conviver com a depressão e por diversas vezes e maneiras eu tentei me matar”, disse.

O que observar:

Durante o período mais difícil de sua vida, a mãe adotiva de Debora lhe fez um convite para participar de uma reunião na igreja. “Eu não gosto da Universal. Esta foi a minha resposta imediata para o convite feito”, lembra.

Vale a pena notar:

Apesar da recusa, Debora guardou as palavras dela e, um dia, andando pelas ruas, uma jovem lhe fez o mesmo convite! “Está tudo bem? Aceita ir à Universal comigo?”, convidou.

Por fim, Debora aceitou e, milagrosamente, tudo mudou em sua vida.

“Passei a frequentar as reuniões, me libertei, perdoei, esqueci o meu passado. Fui batizada com o Espírito Santo e hoje, sim, posso afirmar que sou feliz!”, disse.

Assista ao vídeo abaixo e saiba mais sobre esta história:


“Eu não gosto da Universal”
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro