Rede aleluia
"Eu achava que a minha vida não tinha valor"
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 19 de novembro de 2018 - 21:23


"Eu achava que a minha vida não tinha valor"

"Eu achava que a minha vida não tinha valor"

Eliane Rosa de Araújo Camargo, de 40 anos, tinha baixa autoestima. Por causa disso, ela achava que não teria sucesso na vida. Na juventude, envolveu-se com os vícios e chorava com frequência.
“Eu não vislumbrava a minha vida 10 anos à frente. Eu não tinha essa perspectiva”, lamenta.
Então, ela tentou suicídio ingerindo remédios por duas vezes.
“Vinha aquela voz: ‘Acaba com tudo. Você é um peso. Você nunca vai ser alguém. Você nunca vai ter alguém’”, recorda sobre os pensamentos de suicídio que tinha.
Assista o vídeo e conheça essa história na íntegra:

Qual o segredo da felicidade?

Muitas pessoas, assim como aconteceu com a Eliane, procuram pela felicidade plena. Mas, só é possível encontrá-la por meio de um Único Caminho: o Senhor Jesus.
“A Eliane falou uma frase que me chamou atenção: ‘Eu queria ser feliz, mas não sabia como’. Talvez, você esteja vivendo o que a Eliane viveu. Por não saber como alcançar a felicidade, ela tentou vários caminhos. Tentou igrejas, fumava, bebia. Era uma vida entregue às emoções. Eu queria lhe convidar para descobrir o segredo da felicidade. Você quer ser feliz? Então, venha ao Templo de Salomão. Você não tem que pagar nada”, disse o Bispo Edir Macedo, durante a “Palavra Amiga”.
Se você mora longe do Templo de Salomão, é possível participar de um encontro – ainda hoje – em uma Universal mais próxima de sua casa. Veja o endereço.


"Eu achava que a minha vida não tinha valor"
  • Daniel Cruz / Foto: Reprodução 


reportar erro