Rede aleluia
Estudos de Harvard mostram que infectados pelo novo coronavírus podem ficar imunes
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de maio de 2020 - 00:18


Estudos de Harvard mostram que infectados pelo novo coronavírus podem ficar imunes

Os testes foram realizados com dois grupos de animais e publicados na revista científica Science

Estudos de Harvard mostram que infectados pelo novo coronavírus podem ficar imunes

Dois estudos da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, mostraram que infectados pelo novo coronavírus podem desenvolver imunidade para a doença. Os testes foram realizados com dois grupos de macacos. Um grupo foi infectado com o vírus e desenvolveu uma “imunidade natural” que os protegeu de uma nova exposição.

Outro grupo recebeu doses de protótipos de vacinas contra a COVID-19 e apresentou níveis de anticorpos no sangue suficientes para neutralizar o vírus em duas semanas. De acordo com os pesquisadores, os níveis observados nos animais são semelhantes aos do organismo de seres humanos que estão em recuperação da doença.

Os estudos ainda precisam descobrir se a imunidade é permanente e determinar especificidades das vacinas a serem desenvolvidas para seres humanos. Os resultados foram publicados na revista científica Science. Assista abaixo à matéria exibida no Jornal da Record:

Outras pesquisas, para encontrar uma vacina ou um medicamento eficaz, se mostram promissoras nesse momento em que todo o mundo tem corrido contra o tempo. Confira aqui um estudo da Universidade de Hong Kong, que aponta coquetel de remédios eficaz contra a COVID-19.


Estudos de Harvard mostram que infectados pelo novo coronavírus podem ficar imunes
  • Redação / Foto: Getty Images 

  • Colaborador: 

  • Michele Roza


reportar erro