Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 21 de janeiro de 2019 - 13:37


Entrelinhas – parte 2: como Alexandra conseguiu ter a vida transformada

Conheça a história desta mulher que sofreu abusos sexuais por seis anos

Alexandra Lavado sofreu com uma má escolha na vida causada pela cegueira de uma paixão avassaladora. Ela compartilhou um pouco sobre parte da sua história que envolve abusos sexuais e agressões físicas no último episódio do “Entrelinhas”. Agora, neste domingo (27), Alexandra volta ao programa para revelar como conseguiu ter sua vida transformada, mesmo depois de tanto sofrimento.

Relembre como foi a primeira parte do programa

Ela tinha tudo para ter uma vida feliz. Alexandra conheceu a fé quando tinha apenas 11 anos. Começou a trilhar seu caminho na presença de Deus. Aos 21 anos, no entanto, uma palavra que ouviu de uma amiga despertou um sentimento que não tinha antes. “Minha amiga ia se casar e disse que eu ficaria para ‘titia’. Naquele momento eu comecei a ter uma ansiedade para me casar também”, lembrou.

Essa ansiedade, contudo, fez com que Alexandra tomasse uma atitude precipitada e contrária a vontade de muitas pessoas que a considerava. Ela entrou em um relacionamento com uma pessoa com o intuito de ajudá-la, visto que ela não tinha casa para morar nem roupas para vestir. Embora ele frequentasse a igreja, não era um homem de Deus. “Quando fui falar com o pastor, dizendo que queria namorar, ele disse: ‘Alexandra, não acho que ele é homem para você’, mas eu não dei ouvidos e fui namorar”, recorda.

Leia também: Mulher: que tal fazer um curso para se conhecer melhor

Violência sofrida

O tempo passou, o casamento foi marcado, mesmo sua família também não aprovando o relacionamento. O que Alexandra não sabia era que o sonho se tornaria um pesadelo, logo na noite de núpcias.  “A violência que fui tratada naquele dia foi algo muito forte. A violência começou e só foi acabar pela manhã, com o meu rosto todo deformado. Além da violência sexual que eu sofri. Eu não consegui sair da cama”, destacou.

Os abusos sexuais e as agressões físicas continuaram por mais seis anos. Enfim, Alexandra conseguiu sair do relacionamento, mas ao contrário que imaginava, sua vida não melhorou. Sua história foi dividida em duas partes.

Programa “Entrelinhas”

Apresentado por Renato Cardoso, ao lado de sua esposa, Cristiane Cardoso, a segunda parte do programa “Entrelinhas”, com mais revelações sobre a história de Alexandra, vai ao neste domingo, dia 27 de janeiro. O programa vai ao ar às 20h, no Univer Vídeo. Não perca!


  • Rafaela Dias / Fotos: Divulgação 


reportar erro