Rede aleluia
Enfermos na Alma – Episódio 11: Orgulho
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 23 de Novembro de 2021 - 21:25


Enfermos na Alma – Episódio 11: Orgulho

Confira o novo episódio e aprenda a se livrar dos sinais de um coração soberbo

Enfermos na Alma – Episódio 11: Orgulho

É possível afirmar que nunca se viu um tempo onde se propaga tanto o amor próprio. Mas, até onde isso é realmente válido e saudável? Mesmo que todos precisem de uma dose de amor próprio, para as pessoas orgulhosas isso vai longe demais. 

Inclusive, as redes sociais, a cada dia, têm alimentado essa perspectiva centrada em si mesmo. Quanto mais curtidas e seguidores, mais o sentimento de soberba e arrogância cresce e se alastra. Porém, esse é apenas um exemplo de como o orgulho é perigoso. Pois, em essência, ele se trata do louvor próprio e da sensação de ser superior aos outros, inclusive a Deus.

A verdade é que ninguém nasce orgulhoso, como considerou o Bispo Renato Cardoso em uma publicação do seu blog, porém, houve um momento em que as pessoas se apaixonaram por si mesmas. “Elas começaram a admirar muito mais suas próprias qualidades do que as de outras pessoas, a ponto de desprezá-las ou achá-las inferiores”, refletiu.

Reconhecendo atitudes orgulhosas

Você pode até afirmar com palavras que não é uma pessoa orgulhosa, mas, as suas atitudes provam isso? Uma pessoa com esse sentimento dentro de si não sabe reconhecer que está errada e pedir desculpas, simplesmente pelo fato de a outra pessoa também ter errado.

As atitudes banhadas de orgulho podem parecer sutis no dia a dia, mas foi assim que tudo começou lá no céu. Quando Lúcifer, de forma imperceptível, começou a se sentir melhor e maior do que o próprio Deus. 

Desta forma, a Palavra de Deus já nos ensina que “o orgulho precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda”, como está escrito em Provérbios, capítulo 16, versículo 18. Então, o orgulho vem antes dos demais pecados, daí a importância incalculável de se manter humilde e com o coração puro, como o de uma criança, de acordo como é dito, também, na Bíblia.

“Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes”. Tiago 4:6

Entenda mais sobre os riscos de um coração soberbo, no episódio da série “Enfermos na Alma” desta semana:

Assista também os episódios anteriores:

Episódio 1: Vaidade

Episódio 2: Inveja

Episódio 3: Hipocrisia

Episódio 4: Medo

Episódio 5: Ansiedade

Episódio 6: Dúvida

Episódio 7: Maus olhos

Episódio 8: Luxúria

Episódio 9: Falso Testemunho

Episódio 10: Mágoa


Enfermos na Alma – Episódio 11: Orgulho
  • Isabel Tavares / Foto: iStock 


reportar erro