Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 13 de junho de 2018 - 03:05


Encontros promovem momentos de descontração entre as voluntárias que atuam nos presídios

O objetivo foi lembrar o valor que elas têm e ressaltar o empenho e a dedicação que elas dispensam no desenvolvimento do trabalho da UNP. Veja como foi

Recentemente, aconteceram encontros especiais com as voluntárias que atuam no grupo Universal nos Presídios Feminino (UNP) em três lugares distintos: dois, no estado de São Paulo – nas cidades de São José do Rio Preto e Ribeirão Preto – e outro na Bahia.

Além de proporcionar momentos de descontração e interação, os encontros ressaltaram a importância dessas voluntárias e tiveram como objetivo valorizar a dedicação e o empenho que elas dispensam na realização das atividades de evangelização dentro e fora dos presídios.

“Estas mulheres, muitas vezes, abrem mão de compromissos para se dedicar ao trabalho da UNP. Muitas são mães e esposas, que dispõem do seu tempo à serviço da Obra de Deus; este encontro é para que elas se sintam reconhecidas”, afirmou Cristiana de Lima da Silva, esposa do pastor Márcio Silva, atual coordenador do UNP no estado da Bahia.

O evento contou com a presença de uma psicóloga, que ministrou uma palestra sobre autoestima. As voluntárias foram levadas a refletir sobre a importância de se amarem e de reconhecerem o valor que têm. “Quando estamos com nossa autoestima elevada, conseguimos conquistar tudo”, afirmou a profissional.

Ainda durante a tarde, Lúcia, uma ex-detenta (foto acima), contou a sua história aos presentes, destacando a seriedade do trabalho realizado pela UNP. “Quando as voluntárias da Universal chegaram ao presídio, pudemos ter esperança de uma mudança de vida. Este trabalho de cuidar da gente é muito importante. Que Deus abençoe vocês”, disse ela, que hoje se encontra em liberdade e garante que está pronta para uma vida nova.

No local também foram realizados sorteios de brindes, corte de cabelo, vale-escova, produtos de beleza e bolos. Ao término da palestra, todas as presentes participaram de um lanche especial.

Interior paulista

Não foi diferente nas cidades paulistas de São José do Rio Preto e Ribeirão Preto. Os encontros marcaram a vida das voluntárias que participaram.

Em Rio Preto, cerca de 300 voluntárias estiveram presentes em um chá da tarde com muita descontração; em Ribeirão Preto, o encontro foi realizado em um domingo com a presença do atual responsável pelo trabalho da Universal na cidade, Pastor Wilson Passos e a esposa, Vanessa Passos, que fizeram questão de levar uma palavra especial a todas e abençoar o grupo e o trabalho realizado pelas voluntárias.

Quer saber mais sobre o trabalho realizado pela UNP em todo o País? Acesse e curta a página oficial do grupo no Facebook, clicando aqui.

Para informações pessoalmente, encontre o endereço de uma Universal mais perto de sua casa.

(*) Com informações do grupo Universal nos Presídios (UNP)



  • Por Ivonete Soares (*) / Fotos: Cedidas pela UNP 


reportar erro