Rede aleluia

Notícias | 23 de outubro de 2019 - 18:04


Em Roraima, garotas de programa recebem orientação sobre câncer de mama

A maioria delas é venezuelana, e afirma nunca ter realizado o autoexame

O câncer de mama não escolhe a condição econômica da vítima, e a informação é a primeira linha de defesa contra a doença. Por isso, o programa social EVG Night ofereceu uma palestra de conscientização e prevenção da enfermidade para garotas de programa de Boa Vista (RR). O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima em 59.700 o número de novos casos da doença para 2019, no Brasil.

O evento do EVG Night aconteceu na última sexta (18). Cerca de 40 mulheres foram beneficiadas, em sua maioria, venezuelanas.

Para a palestrante e enfermeira Heglen Silveira, a conscientização da patologia foi muito benéfica principalmente para as estrangeiras que afirmaram nunca terem realizado o autoexame “Elas vieram de um país onde a saúde está falida, e a prevenção do câncer pode não ser uma prioridade para o governo de lá”, avaliou Heglen.

Durante a palestra, as garotas de programa foram orientadas sobre a forma correta de realizar o autoexame. Uma delas constatou um caroço no seio, e foi imediatamente encaminhada para um hospital próximo, para poder realizar os exames específicos.

No dia 16/11, o Senado aprovou o projeto de lei que determina que, nos casos em que a principal hipótese seja a de tumor maligno, os exames necessários à confirmação da suspeita devem ser realizados em no máximo 30 dias pelo Sistema Único de Saúde (SUS), contados a partir do pedido médico.

Além da palestra, as voluntárias ofereceram um lanche e serviços como aferição de pressão, corte de cabelo e manicure às mulheres que participaram da ação.

Um futuro longe da prostituição

Ailton Duarte, responsável pelo programa social no estado, explica que algumas venezuelanas afirmaram ter entrado para a prostituição em busca de sobrevivência. “Em breve, vamos oferecer cursos profissionalizantes para que, através do conhecimento, elas tenham outras oportunidades de trabalho e saiam dessa situação”, concluiu.

Saiba mais sobre o programa social

EVG Night foi criado em março de 2018 para oferecer apoio social às garotas de programa e travestis de todo o Brasil.

Toda sexta-feira à noite, os voluntários visitam pontos específicos de prostituição, como becos, vielas e avenidas, nas proximidades de boates e motéis.

Ao serem abordados, travestis e garotas de programa recebem um livro, e, havendo espaço para o diálogo, o grupo oferece apoio social com assistência de advogados, médicos, enfermeiros e psicólogos.


reportar erro