Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de janeiro de 2019 - 00:05


Eles sabem o que é o amor inteligente

Nas palestras da Terapia do Amor é possível aprender a lidar com muitas questões da vida amorosa

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os divórcios aumentaram 8,3% em relação a 2016, o que representa uma taxa de 2,48 divórcios para cada mil pessoas com 20 anos ou mais no País. Diante desses dados, percebemos que muitos casais têm visto o divórcio como uma das “melhores” alternativas para que acabem com os problemas na vida a dois.

Na contramão desse pensamento, o Bispo Carlos Cucato e sua esposa, Cintia Cucato, palestrantes da Terapia do Amor, têm orientado milhares de pessoas a como lidar com as adversidades na vida amorosa, seja no namoro, seja no noivado, no casamento ou mesmo enquanto estão solteiras. O casal realiza as palestras no Templo de Salomão, em São Paulo, mas elas acontecem em todo o País.

Nos encontros os palestrantes conversam, aconselham e dão dicas sobre como os casais e os solteiros podem se comportar no relacionamento e se tornar ainda melhores para si mesmos, para o próximo e viver uma união abençoada por Deus, como disse o Senhor Jesus, segundo o livro de Mateus, capítulo 19, versículos 5 e 6: “Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem”.

Na prática
As palestras foram fundamentais para a gerente de loja Maria do Socorro Ferreira da Silva, de 37 anos, e seu marido, o supervisor Marco Antonio Fidencio Silva, de 40 anos (foto a dir.). Eles tinham rompido um casamento de 12 anos e estavam separados quando chegaram às reuniões. “Nosso relacionamento era muito difícil, tinha muitas mentiras e aconteceu uma traição da parte do Marco. Isso me levou a pedir a separação”, conta.

Contudo ela já tinha ouvido falar das palestras e procurou ajuda com o intuito de se curar daquele trauma. “Eu não queria voltar com ele. Meu divórcio estava marcado e eu apenas queria curar o meu interior de tudo que tinha passado. Por meio das palestras, comecei a aprender o que estava certo e o que estava errado.”

Maria ressalta que ela e o marido já estavam morando em casas diferentes e não tinham mais contato, mas um dia ela o viu em uma das palestras. “Eu o encontrei, mas sentei bem longe dele porque, para mim, realmente não tinha mais volta.”

Com o passar dos meses, ambos conversaram melhor e notaram a mudança e a perseverança um do outro. Eles concluíram que era possível recomeçar. “Foram três meses separados. Mas hoje temos um novo casamento e ele nem se compara com o que vivemos antes. Frequentamos a Terapia há um ano e nossa vida conjugal mudou. Não faltamos nenhuma quinta-feira e juntos aprendemos o que é o amor inteligente.”

Espaço reservado
Os solteiros também têm um espaço reservado. Em vez de tentarem fazer novas amizades e estarem em lugares onde possivelmente conheçam alguém com os mesmos interesses e objetivos, muitos solteiros se isolam e evitam sair.

Pensando nisso, os idealizadores da Terapia do Amor criaram a Hora dos Solteiros. Ela acontece toda primeira quinta-feira do mês na Esplanada do Templo de Salomão, em São Paulo, a partir das 19 horas, e em todo o Brasil nos lugares onde a Terapia do Amor é realizada. A proposta do evento é proporcionar aos solteiros a oportunidade de conhecerem diferentes pessoas e, a partir disso, iniciarem
um relacionamento.

Para o Bispo Cucato, antes de tudo, é preciso que esse solteiro esteja bem consigo mesmo: “ser feliz na vida amorosa não é estar com alguém, mas é como a pessoa está.” Ele acrescenta ainda que a Hora dos Solteiros é para que as pessoas aprendam, troquem ideias e tirem suas dúvidas do que é a vida a dois.

Lucas Paiva, de 25 anos (foto a esq.), é solteiro e vê esse evento como uma oportunidade de aprender ainda mais. “Fui convidado por um amigo para participar desse encontro. Gostei muito, pois mudei a minha visão em relação ao que é um relacionamento de verdade. Aprendi a me valorizar e estou tranquilo, pois acredito que temos de fazer um processo de amadurecimento para que no futuro possamos fazer a outra pessoa feliz.”

A Terapia do Amor é gratuita e direcionada a todos os que desejam aprender o que é o amor inteligente. No Templo de Salomão, as palestras são realizadas às 10h, às 15h e especialmente às 20h. Para mais informações, acesse ou ligue para (11) 3573-3535.


  • Maiara Máximo / Fotos: Demetrio Koch 


reportar erro