Rede aleluia
Ele ouvia falar mal e ajudava a espalhar as fake news sobre a Universal
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 3 de dezembro de 2019 - 12:51


Ele ouvia falar mal e ajudava a espalhar as fake news sobre a Universal

Rene vinha de uma série de relacionamentos que não deram certo e de uma fase de instabilidade profissional. Assista ao depoimento completo dele

Ele ouvia falar mal e ajudava a espalhar as fake news sobre a Universal

O representante comercial Rene Moraes, de 36 anos, sempre ouviu falar mal da Universal. Ouvia que a Igreja era uma indústria de dinheiro e que pastores e bispos manipulavam e roubavam os fiéis. Acreditava ainda que, por sua vez, os fiéis eram pessoas bobas e facilmente enganadas.

Rene vinha de uma série de relacionamentos que não tinham dado certo e de uma fase de instabilidade profissional. Ele também era um indivíduo que disseminava fake news (notícias falsas). Reproduzia o que os outros falavam ou o que escutava por meio da mídia, sem ao menos checar a veracidade das informações.

Contudo, há 4 anos (em 2015), assistindo à programação da Universal pela televisão, o que despertou Rene foi uma chamada de uma das reuniões da Igreja. Ao prestar atenção nos testemunhos, ele quis comprovar, pessoalmente, tudo aquilo que estava sendo mostrado.

Pessoas erguidas pela fé, que chegaram sem nada e estavam estabilizadas financeira, emocional e espiritualmente. Pouco a pouco, Rene foi abrindo a visão dele, em todas as áreas de sua vida.

Assista ao depoimento completo dele e saiba como acabou essa história:

Somente a alegria de uma vida transformada por Deus é real e permanente. Pois, ela independe das circunstâncias ao seu redor. E essa alegria está disponível a todos que O buscarem de todo o coração. Portanto, participe das reuniões que acontecem na Universal. São encontros diários, em vários horários.

Procure o templo mais perto de você, clicando aqui. Caso esteja em São Paulo, vá ao Templo de Salomão, na zona leste da capital, na Avenida Celso Garcia, 605, bairro do Brás.


Ele ouvia falar mal e ajudava a espalhar as fake news sobre a Universal
  • Redação / Foto: Reprodução 


reportar erro