Rede aleluia
Ele desfrutava da companhia de Jesus, mas…
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 25 de outubro de 2020 - 00:05


Ele desfrutava da companhia de Jesus, mas…

Judas Iscariotes andou ao lado do Messias, mas em seu interior estava sua verdadeira face

Ele desfrutava da companhia de Jesus, mas…

A novela Jesus, reprisada pela Record TV de segunda a sexta-feira, às 21h30, exibe as experiências de pessoas que desfrutavam da companhia de Jesus, entre elas Judas Iscariotes, interpretado pelo ator Guilherme Winter. Na trama, ele era um tesoureiro de Antipas, o tetrarca da Galileia, mas preferiu abandonar o cargo de confiança e pedir, em seguida, a Jesus (Dudu Azevedo) para ser Seu discípulo, mas sua ganância logo se manifestou.

Jesus sempre ensinou sobre o arrependimento dos pecados, o Reino de Deus, o amor e a Salvação aos 12 apóstolos. Contudo Judas Iscariotes não deu atenção a isso. Na verdade, ele se interessou pelo Messias por causa do poder que este relacionamento traria para ele.

O que está no interior é revelado nas ações
Na trama, Judas Iscariotes revelou o que estava em seu interior como pudemos observar em algumas cenas, como quando roubou um anel de Chuza (Tadeu Aguiar), pensando em garantir seu futuro. Ele também roubou moedas ofertadas, aproveitando-se da distração dos outros discípulos. E, em outro capítulo, mostrou a falha de seu caráter quando Tomé (Gustavo Rodrigues) pediu moedas para comprar alimento e ele lhe respondeu que o dinheiro tinha acabado. Depois disso, Maria Madalena (Day Mesquita) flagrou-o, escondido, contando as moedas. Para se justificar, Judas Iscariotes afirmou que tinha mentido pelo bem dos discípulos.

O apego às coisas materiais ficou ainda mais explícito em uma das cenas baseadas em uma conhecida passagem bíblica: Betânia (Jessika Alves), em um ato de amor e Fé, lava os pés de Jesus com seu bem mais precioso: um bálsamo de alto valor. Enquanto todos se emocionam com sua atitude de oferta que agrada a Jesus, Judas Iscariotes faz questão de dizer que o perfume deveria ter sido vendido para que o valor fosse dado aos pobres.

Em vários momentos, Judas Iscariotes discordou dos ensinamentos de Jesus. Ele ceava com o Filho de Deus, presenciava a realização de milagres e também estava presente quando o Mestre disse que um dos discípulos O trairia. Teve chances de se arrepender e mudar, porém elas não foram suficientes. Mesmo tendo convivido por três anos com Jesus, seu interior e suas atitudes não foram transformados.

Por causa de sua pobreza de espírito, Judas Iscariotes era vulnerável às vozes e às ações do diabo e, portanto, era cada vez mais influenciado por ele para cometer mais erros.

Vivendo como Judas
Ao analisar esse personagem bíblico, entendemos que Judas Iscariotes conhecia Jesus pessoalmente, mas não pertencia a Ele. Dessa forma, concluímos que não basta conhecer o Mestre, ver Seus milagres e até expulsar demônios pelo Nome dEle.

Atualmente, muitas pessoas também dizem que conhecem a Jesus, frequentam a Igreja, ouvem a Palavra de Deus, recebem a oportunidade de abandonar o pecado e de assumir uma nova vida, contudo, assim como Judas Iscariotes, O desprezam. Jesus sabia que Judas Iscariotes O trairia, mas nada fez para que, em seguida, se cumprisse sua missão de Salvação, como está escrito:

“Então Jesus acrescentou: ‘Não vos escolhi, Eu, aos doze? Todavia, um dentre vós é o diabo.’ Ele falava de Judas, o filho de Simão Iscariotes. Este, ainda que fosse um dos doze, mais tarde o haveria de trair.” (João 6.70).

Em razão de suas escolhas, Judas Iscariotes, no final da vida, tomado de remorso, cometeu suicídio, como registram as Sagradas Escrituras: “… Judas se desviou, para ir para o seu próprio lugar.” (Atos 1.25). Esse “lugar” foi revelado nas Palavras de Jesus quando Ele orou a Deus: “Tenho guardado aqueles que tu me deste, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura”. (João 17.12).

A tristeza de Deus e a tristeza do mundo
Em uma meditação em seus canais oficiais, o Bispo Edir Macedo falou de dois tipos de tristeza: a que é provocada pelo Espírito de Deus – que leva a pessoa ao arrependimento e à Salvação – e a tristeza do mundo – que gera remorso e morte. Ele explicou que a tristeza do mundo não provoca nenhuma mudança. “Judas Iscariotes ficou com aquele sentimento de pesar, que não é um real arrependimento, mas um sentimento de remorso. É como a pessoa que fez o mal e se sente pesarosa porque prejudicou alguém, mas ela não se arrependeu. Judas sentiu remorso e acabou se matando. (…) Mas a tristeza que vem de Deus leva ao arrependimento”.

Não seja como Judas Iscariotes. Aproveite as oportunidades para ter o real arrependimento. Participe da Escola da Fé às quartas-feiras na Universal mais próxima e permita ser transformado pela Palavra de Deus (confira os endereços em universal.org.br/localizar).


Ele desfrutava da companhia de Jesus, mas…
  • Kelly Lopes / Fotos: Reprodução 


reportar erro