Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 17 de janeiro de 2020 - 13:05


Ele achava que a Universal foi criada para benefício do Bispo Macedo

Mas este preconceito só fez com que Alan vivesse, por muito tempo, sem o Único que poderia mudar a vida dele. Entenda

O comerciante Alan sempre ouviu, por meio dos noticiários, falarem mal da Igreja Universal. Com isso, no ponto de vista dele a igreja se aproveitava da falta de intelectualidade das pessoas ou de pessoas mais “humildes” para tirar dinheiro delas e conseguir recursos para seu próprio benefício.

“A imagem que eu fui criando da igreja era negativa. Porque na minha concepção o Bispo Macedo, como líder da Igreja Universal, só tinha um objetivo: que é tirar proveito das pessoas humildes”, conta, e que ele (o Bispo) havia criado a igreja somente para fazer todo um esquema com o intuito de arrecadar dinheiro para si mesmo.

Um homem frustrado

Toda essa desconfiança e maus olhos tinha uma razão: Alan era um homem fracassado em todos os sentidos da sua vida.

“Eu sempre busquei realizações, mas em todas elas eu fui frustrado. Na vida sentimental, familiar, profissional; fiquei doente e tive um início de uma depressão.

Segundo Alan, o médico não conseguia diagnosticá-lo. E, apesar dos medicamentos, nada surtia efeito. Até que sua mãe o convidou a ir em uma reunião na Universal.

O comerciante foi, mas lembra que devido as coisas que ouviu falar sobre a instituição, ele se manteve todo o tempo receoso, ao ponto de tudo o que o Pastor falava ele se perguntava “Por que isso? ”, e consultava a Bíblia.

Porém, mesmo com todo o receio de ser enganado, ele percebeu algo diferente, o que já foi um sinal de Deus: “Eu tive paz – coisa que eu já não tinha dentro de mim”.

Isso o motivou a voltar novamente, só que desta vez, ele fez um desafio.

Assista o vídeo abaixo e saiba o que aconteceu com o Alan:

Faça o mesmo desafio

É impossível alguém colocar em prática o que diz a Palavra de Deus e não ver se cumprir em sua vida as promessas dEle.

Ele mesmo nos convoca:

“Provai, e vede que o SENHOR é bom” Salmos 34.8

Talvez, do mesmo modo que o Alan, você esteja com uma vida repleta de frustrações, mas não aceita o convite de buscar a Deus, por causa das notícias falsas que ouviu a respeito da Universal.

Mas, por que não ir você mesmo até uma Universal e conferir se o que falam é verdade?

Não permita mais adiar a transformação de sua vida por meio da fé.

Encontre aqui o endereço de uma Universal mais próxima e participe ainda hoje de uma de nossas reuniões.

 

 

 


  • Núbia Onara / Foto: Reprodução 


reportar erro