Rede aleluia
Diretor-geral comenta união de histórias contemporâneas e bíblicas em Todas as Garotas em Mim: “Me senti desafiado”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 10 de Maio de 2022 - 13:54


Diretor-geral comenta união de histórias contemporâneas e bíblicas em Todas as Garotas em Mim: “Me senti desafiado”

Rudi Lagemann fala sobre construção do enredo da nova superprodução e aposta que público vai gostar do resultado

Diretor-geral comenta união de histórias contemporâneas e bíblicas em Todas as Garotas em Mim: “Me senti desafiado”

Próxima série da Record TV, Todas as Garotas em Mim promete muitas surpresas ao misturar o universo atual dos jovens e a trajetória de personagens femininas bíblicas. Com um enredo que se alterna entre presente e passado, a superprodução é encarada como um desafio pelo diretor-geral da trama, Rudi Lagemann, mais conhecido como Foguinho.

Em entrevista ao site oficial durante um encontro com o elenco no Rio de Janeiro, ele falou sobre a construção da trama, que tem uma linguagem jovem e é voltada para toda a família:

“Tenho que juntar o contemporâneo ao bíblico e tornar isso muito orgânico, porque é uma menina do mundo atual, de 17 anos, que está ouvindo uma avó contar histórias bíblicas. Ela imagina isso, com a cultura e a formação que tem”.

Diretor-geral de outras produções da emissora, como Amor sem Igual (2019), Topíssima (2019) e Conselho Tutelar (2014-2018), Rudi Lagemann está entusiasmado com a nova trama: “Me senti lisonjeado e, ao mesmo tempo, desafiado”.

Foguinho também revelou que vai trazer ingredientes modernos do audiovisual, usados em redes sociais, para contar a narrativa. “Esses trunfos estão lá, isso é uma novidade e, claro, vou contar de um modo diverso e bem característico, tanto o contemporâneo quanto o bíblico. A surpresa vai ser como eu junto isso. O público vai gostar”, apostou.

Ele ainda comemorou o encontro com o elenco na presença da autora, Stephanie Ribeiro, e elogiou o entrosamento da equipe. “É muito legal ver o clima dos profissionais, atores e atrizes envolvidos no projeto. Tem afeto, carinho, uma coisa de família. É um jeito que eu gosto muito de trabalhar: profissional, sério, cumprindo cronogramas, mas, ao mesmo tempo, com um tom leve”.

Além de surpresas, o público vai curtir muitos pontos turísticos e belezas do Sul do Brasil. Nascido em Cachoeira do Sul (RS), o diretor-geral revelou que conhece bem a região. “Passava muito as férias nas praias de Florianópolis. Vai ser muito bacana”, contou.

Outra locação da série é Gramado (RS). Foguinho lembra com carinho da cidade, onde já ganhou o prêmio de melhor filme no Festival de Gramado. “Vai ser legal voltar para lá filmando”.

As aventuras de Todas as Garotas em Mim começam em breve na tela da Record TV. Fique ligado em todas as novidades no perfil oficial da série no Instagram (@serietagem) e também no site oficial.


Diretor-geral comenta união de histórias contemporâneas e bíblicas em Todas as Garotas em Mim: “Me senti desafiado”
  • R7 / Foto: BLAD MENEGHEL/RECORD TV e REPRODUÇÃO 


reportar erro