Rede aleluia
Dia do Acolhido: Jovens recebem apoio para recomeçar
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de Dezembro de 2022 - 00:05


Dia do Acolhido: Jovens recebem apoio para recomeçar

Voluntários do Universal Socioeducativo ajudam crianças e adolescentes em todo o Brasil

Dia do Acolhido: Jovens recebem apoio para recomeçar

Semanalmente, o projeto Universal Socioeducativo (USE) de todo o Brasil realiza o Dia do Acolhido. Os participantes dessa ação social, jovens de comunidades carentes, ex-internos da Fundação Casa, crianças e adolescentes de abrigos e casas de acolhimento, recebem apoio material, espiritual e a atenção e o carinho que tantas vezes fazem falta a eles.

O evento acontece no Brasil inteiro e cerca de 3,5 mil jovens são atendidos a cada semana. Eles recebem café da manhã e participam da reunião dominical na Universal. Logo depois do culto, eles almoçam e, durante a tarde, realizam diversas atividades em parques, como campeonatos de futebol e vôlei e jogam dominó, entre outros. No final da tarde, os voluntários os levam de volta para as suas casas.

O responsável pelo USE, Pastor Ulisses Gomes, fala quem são os participantes: “são pessoas que já carregam traumas do passado e muitas vezes não sabem como vencê-los. Separamos um dia da semana para que possamos estar perto deles e mostrar que podem recomeçar”.

A cada semana que passa é possível ver a mudança na maneira de pensar e agir dos jovens e os que sofriam por causa de traumas passam a ter vida. Um dos relatos é do adolescente identificado como J.S: “comecei a participar das atividades sem acreditar muito que poderia começar uma nova vida. Sou estrangeiro e com meus irmãos pequenos sofríamos muito por nos sentirmos deslocados e sem estrutura, mas, por meio do USE, aprendemos que há um Deus forte que cuida de nós. Não deixo de estar presente em nenhum domingo”.

Já o jovem identificado como G.L. afirma: “como ex-interno da Fundação Casa, eu já conhecia o trabalho e quando saí o pastor me convidou para participar dos encontros aos domingos. Isso tem feito muito bem para mim, pois aprendo a fortalecer a minha fé, venci meus conflitos internos e não sinto vontade de voltar para o mundo do crime. Hoje, aos 17 anos, posso ajudar outros jovens como fui ajudado um dia”, conclui.


Dia do Acolhido: Jovens recebem apoio para recomeçar
  • Rafaella Rizzo / Fotos: Cedidas 


reportar erro