Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 24 de janeiro de 2019 - 10:41


Desemprego causa 20% dos suicídios no mundo

Pensamentos suicidas permeiam a mente dos desempregados

Um em cada cinco suicídios cometidos no mundo são motivados pelo desemprego. É o que revela estudo realizado pela Universidade de Zurique (Suíça). Os dados mostram que o desemprego gera depressão, o que impulsiona o suicídio.

Em entrevista concedida ao Brasil Notícias, o neurocientista Ari Brito explica que “quando a pessoa está sem perspectiva acaba ficando entristecida. Com o passar dos dias, isso pode ficar crônico”.

De acordo com ele, essa tristeza crônica é considerada depressão.

“A partir do momento que ela está em depressão porque está desempregada não vê perspectiva de futuro. Assim acaba, naturalmente, pensando em suicídio”, afirma Brito.

A pesquisa “Impactos do Desemprego: saúde, relacionamentos e estado emocional”, conduzida pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) foi feita com desempregados.

Os dados revelam que 59% deles se sentem deprimidos ou desanimados, sendo que 62% estão ou já estiveram angustiados pela falta de emprego.

Para os especialistas, o desemprego faz com que as pessoas percam as esperanças em um futuro melhor para elas. Daí o suicídio ser utilizado como válvula de escape.

A origem do desespero pelo desemprego

Evidentemente, estar desempregado é ruim. Entretanto, muitas pessoas, ao não conseguirem trabalho, permitem que pensamentos de derrota invadam sua mente.

“Os nossos pensamentos são responsáveis pelos nossos sentimentos e comportamentos”, explicou o Bispo Renato Cardoso durante o programa Inteligência e Fé. “Ou seja: o que eu penso eu acabo sentindo e eu acabo fazendo”.

Por isso é muito importante saber como os pensamentos são formados. O Bispo explica que a matéria-prima dos pensamentos são as informações.

“Tudo o que eu sei, toda informação que recebo se torna matéria-prima para os meus pensamentos”, informou ele. “Então, se a matéria-prima dos meus pensamentos é responsável pela qualidade, pelo tipo de pensamento que vou ter, logo a minha inteligência me diz que preciso vigiar que tipo de matéria-prima eu trago para dentro da minha cabeça”.

Daí a importância de vigiar as informações recebidas. Por exemplo: assistir aos noticiários que mostram que o desemprego segue crescendo não colabora para manter pensamentos saudáveis. Ao contrário, acreditar no sensacionalismo de que não existem esperanças levam à angústia, à depressão e ao suicídio.

Por outro lado: procurar meios de se aprimorar profissionalmente auxilia a renovar as forças na busca por um emprego.

O Bispo ainda ressalta que, aquele que crê em Deus, definitivamente não dá espaço para pensamentos negativos e se protege da depressão. Isso porque Deus acompanha e fortalece aqueles que se entregam a ele.

“Pare de se preocupar, pare de falar baboseira, pare de ouvir baboseira, pare de ficar buscando informações que tem zero valor para sua vida e, às vezes, valor negativo. Busque o que vai lhe ajudar”, orienta o Bispo. Portanto, se você quer realmente uma mente brilhante, uma fábrica de pensamentos eficazes, consuma a Palavra de Deus.

A Universal oferece apoio a quem precisa buscar Deus para vencer a depressão. Nesta sexta-feira, a partir do meio-dia, o Templo de Salomão sediará o Tratamento Para a Cura da Depressão.

Assista ao vídeo abaixo e veja como será a reunião:

O programa “Inteligência e Fé” é transmitido todos os dias pela Rádio Aleluia, a partir das 8h. Você também pode assistir às reprises clicando aqui.


  • Andre Batista / Imagem: iStock 


reportar erro