Rede aleluia
Descoberta banheira em que Jesus, provavelmente, se banhou
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 8 de janeiro de 2021 - 17:59


Descoberta banheira em que Jesus, provavelmente, se banhou

Local está localizado em Getsêmani, no sopé do Monte das Oliveiras

Descoberta banheira em que Jesus, provavelmente, se banhou

Arqueólogos israelenses descobriram uma banheira pública que tem aproximadamente 2.000 anos de existência, no jardim Getsêmani, local onde o Senhor Jesus passou sua última noite antes da crucificação, de acordo com a Bíblia.

O jardim fica no sopé do Monte das Oliveiras, onde o Senhor Jesus transmitiu vários de seus ensinamentos. De acordo com os especialistas, a banheira utilizada servia para que as pessoas se purificassem antes de subirem ao Monte para orações.

Outra função do local era a limpeza dos trabalhadores das prensas de azeite. O próprio nome do jardim varia da atividade profissional que era executada no local: a palavra hebraica “Gat Shmaním” significa “prensa de azeite”.

Para os historiados responsáveis por estudar o local, é provável que o Senhor Jesus tenha se lavado na banheira cada vez que foi ao Monte das Oliveiras, inclusive na véspera de sua prisão.

A região é estudada há décadas por Israel, para que as descobertas arqueológicas sejam tratadas com o respeito e valor que possuem. Ao encontrarem a banheira, também foram descobertos os restos de uma igreja construída a cerca de 1700 anos, mas que foi destruída no século 12.

Por fim, também foi encontrado no local um prédio que servia como hospício ou mosteiro. Mais detalhes serão descobertos pelos historiadores durante o projeto.


Descoberta banheira em que Jesus, provavelmente, se banhou
  • Andre Batista / Imagens: Reprodução Israel Antiquities Authority 


reportar erro