Rede aleluia
Depressão: a doença que atinge celebridades e anônimos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 15 de agosto de 2019 - 11:55


Depressão: a doença que atinge celebridades e anônimos

Participe nesta sexta-feira da “Sessão do Descarrego” e vença este mal

Depressão: a doença que atinge celebridades e anônimos

A depressão é uma doença psiquiátrica que afeta o emocional. Ela é capaz de impedir que as pessoas vivam bem, tenham paz e, pior: tem causado sérios danos nos últimos tempos.

Nem mesmo o glamour, dinheiro e muita admiração pode salvar alguém do vazio profundo e da dor na alma.

Dados publicados recentemente pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 350 milhões de pessoas pelo mundo sofrem de depressão, 18% a mais do que há dez anos. O número representa quase 5% da população do planeta.

A depressão atinge pessoas de todas as idades, gêneros e classes sociais. Só no Brasil estima-se que quase 100 mil pessoas são afastadas do trabalho todos os anos por conta desse diagnóstico.

E não é difícil encontrar alguém que já passou ou passa por isso, como o caso das cantoras Adele, Demi Lovato, do ator Jim Carrey, do nadador Michael Phelps, da cantora brasileira Paula Fernandes e de tantas outras pessoas – anônimas ou não – que sofrem com o que já é considerado o mal do século.

A Maria Angélica era mais um número nas estatísticas. Ela conta que sofreu muito com a depressão, mas encontrou uma forma de vencer por completo a doença.

Assista ao vídeo abaixo e saiba o que ela fez:

Vença a depressão

A depressão pode ser o mal do século, mas não precisa ser o seu, por isso, procure ajuda. A Universal reservou um dia especial para combatê-la: a sexta-feira, na Sessão do Descarrego.

No Templo de Salomão, ela acontece às 10h, 12h e 15h e 20h, na Avenida Celso Garcia, 605, bairro do Brás, zona leste de São Paulo. Ou procure o endereço mais perto de você, clicando aqui.


Depressão: a doença que atinge celebridades e anônimos
  • Sabrina Marques / Foto: Getty Images 


reportar erro