Rede aleluia
“Dentro de mim, sentia uma força muito grande”, diz cantor Cauan, após vencer a COVID-19
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 16 de outubro de 2020 - 17:13


“Dentro de mim, sentia uma força muito grande”, diz cantor Cauan, após vencer a COVID-19

Os pais do cantor e um irmão dele também ficaram internados com a mesma doença. Alguns, na UTI e em estado grave

“Dentro de mim, sentia uma força muito grande”, diz cantor Cauan, após vencer a COVID-19

Durante a pandemia, alguns casos de infecção pelo novo coronavírus chegaram a acometer famílias inteiras. A exemplo do que aconteceu com o cantor brasileiro Cauan, de 38 anos, da dupla sertaneja com o parceiro Cleber, em meados do mês de agosto último. Foram dias acompanhando pela mídia o agravamento da saúde clínica dele e de seus familiares — que dias antes já haviam lidado com a internação de um irmão também com a COVID-19.

Cauan ficou internado mais de 10 dias em um hospital de Goiânia, capital de Goiás. Sendo oito dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O cantor teve mais de 70% da capacidade pulmonar comprometida. Na ocasião da sua alta hospitalar, a família de Cauan ainda sofria com a internação da mãe dele, que apresentou um quadro mais leve da doença e ficou em um quarto, e a internação do pai dele, em estado grave, também numa UTI.

Em declarações à mídia, Cauan chegou a dizer que enfrentou momentos muitos difíceis e sentiu medo, acreditando mesmo que poderia morrer. Ao longo do período de internação, os exames clínicos não eram animadores. Contudo, Cauan clamou a Deus, que deu força a ele. À medida que ia melhorando, não só fisicamente, sentia algo mudar também em seu interior.

“Teve um momento que eu estava muito mal clinicamente e clamei a Deus. Eu já acreditava que estava bem. E, dentro de mim, eu sentia uma força muito grande”, contou no Altar.

O que muitas pessoas não sabem é que, enquanto Cauan estava internado, a irmã dele, Flávia, agia a sua fé em prol da família. Assim como ela, outras pessoas, obreiros e amigos, se uniram numa corrente de oração. Além disso, ela também fez uso da água consagrada.

Assista abaixo ao vídeo com o testemunho da família no Altar:

Portanto, se você quer aprender a agir a sua fé e buscar a plenitude de Deus para a sua vida e de seus familiares, participe de uma das reuniões na Universal, que acontecem diariamente. Encontre o endereço do templo mais perto de sua casa e confira aqui os horários das reuniões.


“Dentro de mim, sentia uma força muito grande”, diz cantor Cauan, após vencer a COVID-19
  • Redação / Foto: Reprodução 

  • Colaborador: 

  • Michele Roza


reportar erro