Rede aleluia
Corrente dos 70: Idosa é curada de câncer no ovário
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 15 de Agosto de 2022 - 21:44


Corrente dos 70: Idosa é curada de câncer no ovário

Dona Emiko, de 83 anos, usou o lenço consagrado e a doença que a afligia sumiu. Saiba mais

Corrente dos 70: Idosa é curada de câncer no ovário

Câncer de ovário é o câncer ginecológico mais difícil de ser diagnosticado e o mais letal. Sua incidência está associada a fatores genéticos, hormonais e ambientais. A história familiar é o fator de risco isolado mais importante que atinge cerca de 10% dos casos. O tumor pode acometer a mulher em qualquer idade.

Situação:

Foi o caso da dona Emiko, de 83 anos, em outubro de 2021, após exames de rotina, ela descobriu um câncer no ovário.

“Após uma ressonância magnética, descobriram vários tumores na região pélvica, então, a médica pediu para eu fazer uma biopsia e foi confirmado que se tratava de um câncer”, disse ela.

A idosa ficou cinco dias internada, além disso, passou por várias sessões de quimioterapia e radioterapia.

O que vem a seguir:

Neste período, a irmã de Emiko, que já frequentava a Universal, passou a fazer a “Corrente dos 70”, no Templo de Salomão.

“Vim todas as terças-feiras buscar pela minha irmã que estava debilitada, peguei o lenço consagrado e levei para ela colocar na região onde estava o tumor”, lembra.

Dona Emiko seguiu à risca as palavras do homem de Deus, usou a fé e, então, o milagre aconteceu.

“Eu usei o lenço direto, não tirava nem para dormir”, disse.

Novos exames foram solicitados e o resultado foi o que já esperavam: ela estava curada.

Assista ao vídeo abaixo e saiba como dona Emiko está:


Corrente dos 70: Idosa é curada de câncer no ovário
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro