Rede aleluia
Congresso Nacional promulga adiamento das eleições municipais para novembro desse ano
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 7 de julho de 2020 - 19:34


Congresso Nacional promulga adiamento das eleições municipais para novembro desse ano

As datas do primeiro e segundo turno do pleito foram alteradas para 15 e 29 de novembro

Congresso Nacional promulga adiamento das eleições municipais para novembro desse ano

O Congresso Nacional promulgou a Emenda Constitucional 107 sobre o adiamento das eleições municipais, no Brasil, para novembro deste ano, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Com a decisão, o primeiro turno do pleito será realizado em 15 de novembro e o segundo, dia 29 do mesmo mês.

Se as condições sanitárias não permitirem realizar as eleições, para prefeitos e vereadores, nos dias determinados com a promulgação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio de um decreto legislativo, poderá alterar as datas até o prazo máximo de 27 de dezembro.

Apesar do adiamento, o fato das eleições continuarem previstas para 2020 garante que o período dos atuais mandatos e a data da posse dos eleitos permaneçam inalterados. Prefeito, vice-prefeito e vereadores têm mandato de quatro anos e tomam posse em 1º de janeiro do ano subsequente ao pleito municipal.

Assista abaixo à matéria exibida no Jornal da Record:

Novos prazos definidos

– A partir de 11 de agosto: as emissoras de rádio e televisão ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato.

– 31 de agosto a 16 de setembro: realização das convenções partidárias para definição de coligações e escolha dos candidatos.

– 26 de setembro: último dia para registro das candidaturas. Início do prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e emissoras de rádio e TV para elaboração do plano de mídia.

– Após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral.

– 15 de novembro: 1º turno das eleições.

– 29 de novembro: 2º turno das eleições.

– 18 de dezembro: prazo final para diplomação dos candidatos eleitos, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.


Congresso Nacional promulga adiamento das eleições municipais para novembro desse ano
  • Da Redação / Foto: Getty Images 

  • Colaborador: 

  • Michele Roza


reportar erro