Rede aleluia
Como render mais e com qualidade?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 6 de Junho de 2021 - 00:05


Como render mais e com qualidade?

Saiba como agir para ser um profissional produtivo

Como render mais e com qualidade?

Ser produtivo é uma exigência cada vez maior nas empresas. Essa característica vale tanto para empregados quanto para empreendedores. Parece que a pandemia acentuou essa necessidade. Prova disso é a pesquisa realizada pela Fundação Dom Cabral em parceria com a Grant Thornton e a Emlyon Business School com 1.075 pessoas, entre 15 e 29 de março deste ano, que apontou que mais de 58% dos consultados afirmaram que são mais produtivos ou significativamente mais produtivos em regime de home office. Na primeira pesquisa, feita em 2020, esse índice ficou em torno de 44%.

Mas há quem questione esse crescimento. Para Fabricio Vargas, de 34 anos, CEO da Uniway Education Group, a pandemia causou uma grande falta de produtividade. “As pessoas são movidas por objetivos e a felicidade está totalmente ligada ao progresso. De um dia para o outro, elas se viram trancadas em casa, agregadas às tarefas domésticas e sem data para sair disso e, consequentemente, sem objetivo. Quando estamos sem objetivo, estamos sem ação e, quando estamos sem ação, estamos sem produção”, esclarece.

De acordo com Vargas, para que sejamos mais produtivos é preciso saber primeiro a diferença entre produtividade e qualidade. “Produtividade é a eficiência de entregar qualidade em menos tempo. É tudo aquilo que você faz para atingir a qualidade que deseja, ou melhor, o resultado que almeja. A qualidade é o resultado”, sentencia.

Ele diz que a grande maioria das pessoas tem a procrastinação como hábito: “ele está enraizado nelas. Pode ser algo até genético e com certeza precisa ser diagnosticado. A procrastinação está totalmente ligada à falta de objetivo e de organização. Se você procrastina, você não produz; se você não produz, você não gera resultado”, analisa.

Vargas diz que é necessário que cada um identifique quais são as maiores causas de desatenção no trabalho. “As maiores distrações são invisíveis e você nem sabe que está se distraindo. Você vai saber que foi uma grande distração posteriormente e somente se você quiser analisar seu comportamento”, afirma.

Para ele há alguns comportamentos que precisam ser totalmente evitados para se alcançar mais produtividade: “evite ficar no celular. Claro que existem outros, como conversas paralelas, barulho no ambiente, etc, mas nada se compara ao celular. Prefiro que meus colaboradores interajam entre eles quando quiserem, sem problemas, mas que deixem o celular na gaveta. O celular é como o pensamento: é preciso saber usar”, avalia.

Fazer pausas periódicas também contribui para elevar a produtividade. “Eu paro de quatro em quatro horas por 15 minutos ou quando alguma situação diferente acontece, como uma decisão muito importante a ser tomada ou algum conflito para resolver. Se o corpo pedir uma pausa, pare. Se conseguir parar e realizar alguma atividade física,
melhor ainda”, observa.

Ter um espaço destinado ao trabalho, mesmo em home office, e saber que ele será usado somente para a atividade profissional, também colabora para a qualidade do trabalho. “Eu vejo muitas pessoas postando fotos trabalhando na beira da praia e achando isso o máximo, mas elas não sabem o quanto isso prejudica sua produtividade. O trabalho ficou mais flexível, mas ainda é trabalho”, analisa.

Ele dá outro conselho para quem quer ser mais produtivo: “encontre algo que você ame fazer e você vai se preocupar menos com a produtividade. O planejamento também é fundamental para diminuir o risco de erros. Agir sem planejar leva você a correr um risco altíssimo. Existem várias maneiras de planejar o dia e cada um pode escolher a sua. A chave é sempre ter a visão antes da ação”, conclui.


Como render mais e com qualidade?
  • Eduardo Prestes / Foto: Getty Images 


reportar erro