Rede aleluia
Como lidar com os “tempos trabalhosos”, os quais estamos vivendo?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 10 de Junho de 2021 - 17:30


Como lidar com os “tempos trabalhosos”, os quais estamos vivendo?

Confira esta mensagem do Bispo Renato Cardoso e coloque esta orientação em prática na sua vida

Como lidar com os “tempos trabalhosos”, os quais estamos vivendo?

Se você vive por meio da mentalidade da fé, é bem provável que você perceba o quanto o mundo está difícil com relação aos valores bíblicos.

O apóstolo Paulo já havia adiantado para o seu amigo Timóteo que seria assim: “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” 2 Timóteo 3:1-5

“Eu percebo que quanto mais próximos de Deus nós queremos estar, menos amigos nós temos. Só teremos amigos entre aqueles que querem a mesma coisa. E eu sei que a gente está em um mundo em que temos de interagir com esse tipo de pessoa. Mas você não precisa estar no mesmo barco, fazendo as mesmas coisas”, analisou o Bispo Renato Cardoso, durante a programação “Inteligência e fé“, do dia 10 de junho.

Como manter a fé?

Desse modo, se você quer preservar a sua fé e a sua condição espiritual, você tem que se afastar de certas pessoas. Porque, a luz não se associa com as trevas.

“Talvez, a sua vida tomou um rumo contrário, porque você começou a dar ouvidos para pessoas podres, que só encheram a sua cabeça de pensamentos ruins”, acrescentou.

Então, os tempos trabalhosos aos quais o apóstolo Paulo se referiu servem para que nos apeguemos ainda mais à fé.

Por isso, selecione as suas amizades, tome cuidado com relação ao que você coloca diante dos seus olhos, atente-se para quem você dá ouvidos, cuide dos conteúdos que você consome.

“Se você quer preservar a sua fé, estar próximo de Deus, então, obrigatoriamente você terá de se afastar daqueles que não querem nada com Deus”, alertou o Bispo.

Para conferir esta e outras mensagens do Bispo Renato Cardoso, acompanhe as atualizações na página oficial do Youtube.


Como lidar com os “tempos trabalhosos”, os quais estamos vivendo?
  • Da Redação / Foto: Getty Images 


reportar erro