Rede aleluia
Como evitar brigas no relacionamento por causa de dinheiro
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 29 de Novembro de 2021 - 16:24


Como evitar brigas no relacionamento por causa de dinheiro

Aprenda com as dicas dos professores Renato e Cristiane Cardoso

Como evitar brigas no relacionamento por causa de dinheiro

Problemas financeiros tem sido uma das principais causas de atritos nos relacionamentos, muitos culminando até em divórcio. Isso porque muitos casais discordam na forma como o parceiro lida com as finanças do lar.

No entanto, a melhor maneira de evitar atritos entre o casal com respeito a dinheiro é se ater aos fatos, afinal de contas, os números não mentem.

Então, a primeira dica dos professores é que os números sejam colocados no papel. “O que vocês têm é um fato. Tanto o que entra quanto o que sai. Muitas vezes o casal não tem muito claro essa realidade deles. Então eles ficam discutindo opiniões e não chegam a lugar nenhum”, destaca.

Além disso, Cristiane destaca que em um casamento deve haver parceria, afinal ambos estão no mesmo barco. Muitas vezes existe a cobrança quando um está trabalhando e o outro não. Então, pelo fato de uma das partes não estar contribuindo com as despesas da casa (temporariamente), o outro se sente sobrecarregado. Mas, se ela parar para refletir e se colocar no lugar do outro, vai chegar à conclusão de que se fosse o contrário, ia ficar feliz de a outra pessoa não se importar de “segurar as pontas” até que ela estivesse trabalhando novamente. Isso se chama parceria.

Contas juntas ou separadas

Uma dúvida comum entre os casais é se devem ter ou não contas separadas. Mas, de acordo com Renato o que deve ser levado em conta é o princípio do casal. Pois, se os dois são uma só carne, então isso vale também para a questão financeira.  Portanto, partindo do princípio que o dinheiro é do casal, se as contas são juntas ou separadas, isso não importa. Cabe a cada casal decidir o que mais se enquadra na organização do orçamento deles.  “Às vezes os casais preferem por questões de orçamento, organização, uma conta para economizar, outra para fazer pagamento. Essas questões são detalhes e indiferentes. O problema não é o número de contas que vocês têm, o problema é quando um começa a dizer ‘meu dinheiro’, ‘seu dinheiro’”, destaca.

No entanto, os apresentadores ressaltam que a raiz do problema está na falta de confiança e não no dinheiro em si. A partir do momento que ambos perdem a confiança um no outro eles começam a reter dinheiro. Quando um não está seguro em relação ao outro e sobre o futuro do relacionamento então eles param de compartilhar os ganhos.  Dessa forma, para que os problemas financeiros sejam resolvidos é preciso resolver o que está minando a confiança entre o casal, sugere Renato.

Para aprender mais sobre como construir um relacionamento de sucesso participe das palestra da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras, no Templo de  Salomão e em outras localidades.

 


Como evitar brigas no relacionamento por causa de dinheiro
  • Jeane Vidal / Foto: Istock 


reportar erro